ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Vacinação em hospital de plástica está no cronograma de imunização, diz Sesau

Nesta semana foi iniciada vacinação em unidades hospitalares que não são da linha de frente

Por Lucia Morel | 27/01/2021 18:02
A Sesau esclareceu que todas as imunizações que estão sendo feitas estão dentro de critérios estabelecidos antes da vacinação começar. (Foto: Marcos Maluf)
A Sesau esclareceu que todas as imunizações que estão sendo feitas estão dentro de critérios estabelecidos antes da vacinação começar. (Foto: Marcos Maluf)

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) informou que a vacinação de funcionários de hospital especializado em cirurgias plásticas em Campo Grande está dentro do cronograma de vacinação contra covid-19. Leitor questionou hoje a imunização no local, por não ser da linha de frente de combate à doença.

Em nota, a secretaria falou que todos os profissionais de saúde do município serão imunizados e que nesta semana começou a vacinação em unidades hospitalares que não são da linha de frente, “seguindo planejamento pré-estabelecido pela Secretaria Municipal de Saúde”.

A pasta sustenta ainda que ela “mantém um controle rigoroso em relação a distribuição das doses e acompanhamento da aplicação” e que até semana passada, a prioridade eram os trabalhadores de saúde de hospitais públicos, filantrópicos e privados, além de unidades de saúde do município que atuam no atendimento de pacientes com covid-19. Também receberam as doses idosos asilados, “conforme preconizado pelo Ministério da Saúde”.

Diante das inúmeras dúvidas em relação à vacinação contra a doença – principalmente por causa da pouca quantidade de vacinas – e das várias denúncias de suspeita de pessoas que estariam furando a fila que chegam ao Campo Grande News, a Sesau esclareceu que todas as imunizações que estão sendo feitas estão dentro de critérios estabelecidos antes da vacinação começar.

“Antes de iniciar a vacinação, o município solicitou aos hospitais, unidades e instituições de longa permanência para idosos um levantamento de todas as pessoas elencadas dentro da prioridade para que fosse feita a disponibilização dos imunobiológicos com base na necessidade de cada local”, destaca a secretaria.

Foi esse o caso do hospital citado aqui, e a Sesau informou que em relação à profissional Mariley Martins de Miranda, “ela foi relacionada previamente entre os trabalhadores de saúde do Hospital da Plástica, tendo o mesmo justificado que ela faz o atendimento direto dos pacientes”.

A Sesau ainda destacou que todas as informações referentes ao processo de imunização no município “estão à disposição dos órgãos de controle” e do Ministério da Saúde.

Há ainda site em que é possível verificar a quantidade de doses aplicadas, mas com “periodicidade definida pelo município levando em consideração a viabilidade e tempo hábil para organização e fornecimento de tais informações pelo setor responsável”. Os últimos dados do portal são de 21 de janeiro.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário