A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Setembro de 2019

13/10/2014 11:54

Viatura do Samu atropela jovem vítima de acidente ao ir resgatá-lo na BR-163

Francisco Júnior

Um rapaz de 20 anos foi atropelado por uma viatura do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) na madrugada de hoje (13) na BR-163, próximo ao posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal), a 20 quilômetros de Campo Grande, na saída para São Paulo.

O acidente foi testemunhado pela doméstica Clotilde Moura Limeira, 33 anos. Ela conta que, por volta das 1h30, voltava de Nova Alvorada do Sul junto com o marido, dois filhos e a cunhada, quando se depararam com um homem caído na rodovia. "Ele estava caído na pista e distante da moto. A gente parou e foi socorrê-lo. Pareceu que outro veículo bateu nele e fugiu", afirmou.

Conforme a testemunha, a vítima, Paulo Freitas Tavares Arruda, estava consciente e com alguns ferimentos pelo corpo, mas não aparentava ser grave. "A gente conversou com ele, pediu um telefone de alguma familiar. Ele disse que morava em Nova Alvorada e que o nome da mãe dele era Rosa", comentou.

Ela afirmou que o marido acionou o resgate. Outros motoristas, que passavam pelo local, pararam também para ajudar. "A gente tentou sinalizar ligando o pisca-alerta dos carros. Uma mulher pegou um lençol branco e ficou balançando, afim de quem passasse pelo local tivesse cuidado", relatou.

Segundo ela, quando a viatura do Samu foi avistada, todos que estavam ajudando a vítima tentaram de alguma maneira sinalizar, mas não foi o suficiente para evitar que o motociclista fosse atropelado. "A viatura estava em alta velocidade. Uma mulher que ajudava na sinalização quase foi atingida, tiveram que puxá-la. Como o rapaz estava no chão, a ambulância passou por cima dele", disse.

A doméstica relatou que os atendentes do Samu disseram que não enxergaram a vítima. "A mulher desceu da viatura e disse que eles não viram e que a maneira como a gente fez foi uma irresponsabilidade", comentou.

De acordo com ela, a vítima sofreu ferimentos graves ao ser atropelado. "O rosto ficou bastante machucado, assim como um dos braços. Parece que ele ficou gravemente ferido", disse.

Clotilde deixou o local junto com o marido antes da vítima ser removida de até o hospital. Paulo Freitas foi levado para a Santa Casa, onde, nesta manhã, segundo a assessoria de imprensa do hospital, foi submetido a uma cirurgia.

O coordenador do Samu de Campo Grande, médico Eduardo Cury, confirmou o acidente. Ele relatou que toda a equipe responsável pelo atendimento está muito abalada e passará por acompanhamento psicológico.

Conforme o médico, aconteceu uma sucessão de erros que levou a esse desfecho. "Quando entrou a ocorrência, a informação era de que o acidente tivesse ocorrido a 10 quilômetros do local onde a vítima foi encontrada. A equipe estava preparada para andar mais 10 quilômetros. Segundo ponto, as más condições das nossas rodovias. O local onde aconteceu é mal iluminado, teria que ter uma sinalização refletiva, a rodovia é mal sinalizada", justificou.

O médico explicou que as pessoas fizeram a sinalização muito próximo de onde estava a vítima. "A sinalização estava há dois metros da vítima, mas deveria estar a 100 passos longos, como prevê os termos da biossegurança da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego e dos Detrans (Departamante de Trânsito)", explicou.

Segundo Cury, o local do acidente era uma descida, situação que dificultou a visualização do motorista da viatura, fora o fato de as pessoas estarem no meio da pista. "Ele teve que desviar para não atropelar as pessoas. Ou ele desviava ou atingia quem estava na pista".

O médico afirmou que o motociclista não foi atingido pelas rodas do veículo, mas há suspeita de que  o eixo da ambulância o atropelou. Cury explica que os ferimentos sofridos pela vítima foram em decorrência da queda da moto e não pelo atropelamento. "Não há sinais de esmagamento de roda no corpo da vítima. Só depois dele se recuperar para termos certeza do que aconteceu", ressaltou.

Segundo o médico, a cirurgia da vítima foi um sucesso e o quadro clinico é considerável estável.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions