ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  19    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Vídeo mostra momento em que traficante é baleado no portão de casa

Um homem de 28 anos que havia ido ao local interessado em comprar uma moto também foi baleado, mas o alvo era Luciano

Por Viviane Oliveira e Adriano Fernandes | 27/07/2020 09:46
Câmera de segurança flagrou o momento em que o atirador (de camiseta listrada de azul) tenta matar Luciano (Foto: reprodução/vídeo) 
Câmera de segurança flagrou o momento em que o atirador (de camiseta listrada de azul) tenta matar Luciano (Foto: reprodução/vídeo)

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que Luciano de Souza Barbosa, 34 anos, conhecido como "Pikines", é baleado. O caso aconteceu por volta das 11h do último sábado (25), na Rua Bromélia, no Jardim Aero Rancho, em Campo Grande.

Um homem de 28 anos que havia ido ao local interessado em comprar uma moto também foi atingido, mas o alvo, segundo apurado pela reportagem era Luciano, suspeito de tráfico de drogas na região da Vila Nhá-Nhá. Na casa dele foram localizados um Chevrolet Camaro, uma caminhonete Toyota Hilux e uma motocicleta Honda CB1000.

Conforme boletim de ocorrência, as vítimas contaram que estavam no portão da casa quando foram surpreendidas por um homem de máscara, que aparece no vídeo com camiseta listrada de azul, boné escuro e short jeans. Armado com uma pistola, o atirador disparou várias vezes.  A vítima de amarelo e Luciano (de blusa cinza) aparecem fugindo do atirador pela varanda.

Sem risco de morte, as vítimas foram socorridas para o posto de saúde da região e depois transferidas para a Santa Casa. Segundo a assessoria de imprensa da unidade, Luciano foi atingido com dois tiros: no abdômen e na bacia e continua internado para tratamento médico. Ele está com suspeita de covid e aguarda resultados dos exames. A outra vítima foi baleada no tórax e faz uso de cateter de oxigênio (para auxílio da respiração). A polícia fez buscas pelo autor dos disparos, mas sem sucesso. Assista, abaixo, ao vídeo.

Ainda segundo apurado pela reportagem, a polícia investiga se o atentado tem relação com acerto de contas entre traficantes pelo domínio do tráfico de drogas na região da Vila Nhá Nhá.

Há dez anos, Luciano foi condenado a 1 ano e 8 meses de prisão, em regime fechado, e multa por manter com outras duas pessoas um depósito com drogas na Rua Damianópolis, no Jardim das Hortênsias.  O flagrante foi no dia 26 de novembro de 2010. Na ocasião foram encontrados três sacos com papelotes de cocaína. Luciano tem passagem também por posse irregular de arma de fogo, ameaça e receptação.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário