ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 15º

Capital

Vídeo mostra Santa Casa superlotada e com CTI improvisada no centro cirúrgico

Única na retaguarda, Santa Casa tem 13 pacientes não covid esperando UTI e Pronto Socorro superlotado

Por Paula Maciulevicius Brasil | 31/03/2021 12:19


As imagens da área vermelha do Pronto Socorro da Santa Casa mostram um hospital lotado e com capacidade acima do que é possível de atendimento. Com 13 pacientes graves esperando vaga em UTI, um deles recebendo ventilação manual, o chamado "ambu", até centro cirúrgico tem virado leito improvisado.

Em 55 segundos de vídeo, o coordenador do núcleo de regulação do hospital, o médico Fabiano Cançado, explica que a sala vermelha, que deveria atender até seis pacientes, está com 17. Sozinha na retaguarda, somente a Santa Casa tem admitido pacientes não covid.

"Nessa noite tivemos três pacientes com entrada por arma de fogo. Temos feito o possível para atender todos, nosso centro cirúrgico está ocupado com pacientes necessitando de CTI. Infelizmente, estamos muito acima da nossa capacidade", explica Fabiano.

Ala vermelha do Pronto Socorro está com 17 pacientes, 11 a mais do que a capacidade máxima e sete deles precisam de UTI. (Foto: Reprodução)
Ala vermelha do Pronto Socorro está com 17 pacientes, 11 a mais do que a capacidade máxima e sete deles precisam de UTI. (Foto: Reprodução)

Com uma situação "desesperadora", o médico clama por consciência da população. "Para que possamos controlar essa pandemia", encerra o coordenador.

Dos 13 pacientes que aguardam por vaga em UTI, sete deles estão na área vermelha do Pronto Socorro, um recebendo ventilação manual, os outros seis estão em salas do centro cirúrgico.

A Santa Casa diz que desde o final de semana tem visto aumentar o número de pacientes regulados para o hospital, como casos de agressão e acidentes de trânsito e que é o único hospital recebendo pacientes graves não covid.

A própria Prefeitura de Campo Grande havia anunciado o plano de reativar leitos do São Julião, mas segundo a assessoria de imprensa informou, não há uma previsão para que isso aconteça. No ano passado, o hospital suspendeu cirurgias eletivas e dos 30 leitos da unidade cirúrgica, 10 deles foram repassados ao município.

Desde o dia 15 de março o Hospital São Julião vem se preparando para receber pacientes não covid e assim dividir com a Santa Casa o status de "retaguarda" atendendo a demanda do sistema de saúde. Ainda conforme a Prefeitura, está em processo de fechamento.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário