A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

02/04/2012 19:31

Vídeo: Tempestade deixa rua e casas alagadas no Jóckei Clube

Mariana Lopes

Moradora registra chuva de granizo e alagamento no Jóckei Clube

Jaqueline teve que improvisar para não perder os móveis mais uma vez (Foto: marlon Ganassin)Jaqueline teve que improvisar para não perder os móveis mais uma vez (Foto: marlon Ganassin)

Os moradores da rua das Hortênsias, no Jóckei Clube, passaram por mais um sufoco durante a tempestade da tarde desta segunda-feira (2). Ventania, chuva de granizo e casas alagadas fizeram parte do cenário de hoje.

Mesmo com a casa adaptada para enfrentar enchentes, Jaqueline Tutija, 31 anos, conta que não teve jeito de segurar a água que caiu hoje. “Cinco minutos foi o suficiente para alagar tudo”, lamenta.

Ela diz que, na rua, esta situação é comum em todo o começo de ano. “Moro aqui há 10 anos e sempre foi assim. Na última tempestade que teve, perdi todos os meus móveis”, conta.

Jaqueline ampara a filha, que ficou traumatizada com os alagamentos (Foto: Marlon Ganassin)Jaqueline ampara a filha, que ficou traumatizada com os alagamentos (Foto: Marlon Ganassin)

Quando a reportagem do Campo Grande News chegou ao local, ela e o marido estavam tentando limpar os vestígios que a chuva deixou, dentro e fora da casa.

De acordo com o meteorologista da Estação da Uniderp, Natálio Abraão, os ventos atingiram 53 km/h.

Trauma – A filha de Jaqueline estava na escola na hora da chuva. Quando a menina chegou em casa, correu para o colo da mãe, chorando.

Segundo Jaqueline, a filha entra em pânico quando começa a chover. “Eu também tive que começar a tomar remédio para depressão, tive que sair do trabalho. É desesperador”, conta, tentando segurar o choro.

Vítima - Outro epsódio de enchente na rua das Hortênsias, há quatro anos, chegou ao extremo, quando uma vizinha de Jaqueline ficou tão assustada com a água entrando dentro da casa, que teve um infarto e acabou falecendo.

"Os bombeiros não conseguiram tirá-la de dentro da casa por causa da quantidade de água", conta a moradora.

Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Ontem do alto de um prédio percebi que algo estava diferente em relação ao tempo e que parecia ser chuva ou frente fria. Só que parecia não ser algo tão impressionante como aconteceu pegando a população de surpresa. Penso que os metereologistas apesarem de terem meios sofisticados precisam sempre sair de suas salas e olhar como se comporta o tempo.
 
ireomar Souza Ferreira em 03/04/2012 10:00:45
Ontem de manhã era possível visualizar na foto do satélite do INPE uma grande formação de nuvens no norte da Argentina em direção ao Paraguai e MS, mas o problema é se esta formação desvia ou dissipa, aí vão falar que estão dando alerta falso, mas acho que valia a pena avisar.
 
João Crisóstomo de Campo Grande - MS em 03/04/2012 07:22:11
Onde estao os responsaveis pela previsao do tempo. E os aparelhos, satelites etc.E brincadeira. Nao sabem quase nada.
 
JOSE PEREIRA FILHO em 02/04/2012 09:38:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions