A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

12/08/2016 13:43

Visita reúne técnicos e militares para conhecer saneamento da Capital

Amanda Bogo
Militares do Grupamento de Engenharia e da Prefeitura Militar de Campo Grande estiveram  no período da tarde fazendo a visita (Foto: Divulgação) Militares do Grupamento de Engenharia e da Prefeitura Militar de Campo Grande estiveram no período da tarde fazendo a visita (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de conhecer melhor os serviços de água e esgoto de Campo Grande, técnicos da ABES-MS (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental) e militares do 9º Batalhão Logístico do Exército participaram na quinta-feira (11) de uma visita técnica na Águas Guariroba, concessionária do setor na Capital.

A visita técnica foi divida em dois períodos. Pela parte da manhã, membros da ABES, estudantes de cursos ambientais da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), técnicos da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul ) e representantes da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) conheceram a estação de tratamento de esgoto Imbirussu.

“Realizamos esta visita à Águas Guariroba e, em especial, à ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Imbirussu pela excelência do trabalho da concessionária e pela excepcionalidade que da estação de tratamento, que tem uma tecnologia inédita no Brasil”, disse o presidente da ABES, Aroldo Galvão, mencionando que a visita faz parte das atividades de comemoração aos 25 anos da Funasa.

No período da tarde foi a vez dos militares do Grupamento de Engenharia e da Prefeitura Militar de Campo Grande, onde conheceram as unidades da Águas Guariroba.

Segundo o comandante do 3º Grupamento de Engenharia, coronel Marcelo Arantes Guedon, “saber como funciona a principal concessionária de serviço público de Campo Grande é para nós uma grande oportunidade”, completando que a visita é importante já que o exército irá trabalhar com a prefeitura na obra de pavimentação do corredor sudoeste.

“Conhecer como a empresa trabalha, para que a gente possa também entender os seus mecanismos numa obra que vai ter interferência com as redes de abastecimento de água e coleta de esgoto é bastante importante”, finalizou.

Acadêmicos participaram da visita no período da manhã (Foto: Divulgação)Acadêmicos participaram da visita no período da manhã (Foto: Divulgação)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions