A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

02/06/2011 15:29

Vítima de assalto e estupro chora ao contar sobre os crimes à Justiça

Nadyenka Castro

MPE pediu investigação sobre caseiro

Antônio Wanderley foi preso dois dias depois do crime com a mesma roupa. (Foto: Arquivo)Antônio Wanderley foi preso dois dias depois do crime com a mesma roupa. (Foto: Arquivo)

Vítima de assalto e de abuso sexual em 23 de dezembro do ano passado em um chácara no bairro Itamaracá, em Campo Grande, a mulher chorou ao contar à Justiça sobre os momentos que passou refém dos autores.

Ela prestou depoimento no início da tarde desta quinta-feira e foi a última pessoa a ser ouvida na ação penal contra Antonio Wanderley Rocha da Luz, um dos autores. O outro é um adolescente, que na época tinha 15 anos.

Abalada, a mulher disse à reportagem apenas que chorou ao contar sobre o que viveu dois dias antes do Natal de 2010 e que não queria mais falar sobre o caso.

O marido dela, que também foi intimado para depor, mas foi dispensado, disse que ele até já esqueceu. “Eu não lembro. Agora que tive que vim aqui que lembrei que isso aconteceu”.

A mulher foi a última a depor. As outras vítimas e o réu já foram ouvidos. Ele confessa o assalto e o abuso sexual a uma das mulheres.

De acordo com o juiz responsável pelo caso, Wilson Leite Correa, da 4ª Vara Criminal, agora as partes - acusação (Ministério Público Estadual) e defesa (Defensoria Pública) - farão vistas do processo e irão apresentar as alegações finais. Depois disso sai a sentença, a qual deve ser proferida em 20 dias.

Nova investigação - O Ministério Público Estadual pediu novas investigações sobre a participação do caseiro da propriedade rural no crime.

Inicialmente foi falado que ele teria passado informações sobre as vítimas aos autores. Entretanto, foi verificado que ele não tinha relação com os crimes. Mas, após a oitiva das testemunhas e das vítimas, a acusação pediu nova apuração.

O caso- Antonio Wanderlei o garoto invadiram a chácara, renderam as famílias que estavam no local e roubaram diversos aparelhos eletrônicos, uma televisão de LED recém-comprada, câmera filmadora, um revólver e uma caminhonete L-200.

A dupla ainda estuprou duas mulheres. O acusado a gestante e o adolescente a mulher que não estava grávida.

Antonio Wanderlei foi preso dois dias após ter cometido os crimes, na casa onde morava, em uma chácara próxima a das vítimas e confessou o roubo e o estupro.

Ele está preso em uma das celas do Instituto Penal de Campo Grande. Já o adolescente, que também confessou os crimes, foi colocado em liberdade por determinação judicial após ter ficado pouco mais de dois meses apreendido.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...


Que injustiça!! a família desolada e o bandido do adolescente esta por ai solto daqui a pouco o outro crápula tambem vai estar. JUSTIÇA!! PENA DE MORTE JÁ!!
 
Babi Alcantara em 03/06/2011 12:17:12
Queridos está faltando Deus no coração desse povo. Matar não resolveria, temos q educar nossas crianças.
 
Marcos cardoso em 03/06/2011 10:39:45
Isso ai, o cara rouba e estupra, alguns ainda matam e a justiça põe o cara em liberdade, brincadeira meu, isso não é adolescente, é delinqüente, é bandido, não tem que ter direitos como outros adolescente que andam na linha, tem que ter punição, o cara sabe o que está fazendo e ignora, porque sabe que é menor de idade, sabe que existe a impunidade.
Nossa justiça é incompetente até na hora de identificar bandido de cidadão, adolescente de delinqüente...Bandido bom é bandido preso, e não importa a idade do camarada, é bandido não tem idade tem que ter número de identificação isso sim. Ficam ai agora, criando centros de recuperação de menor infrator, gastando o meu dinheiro e o de outros cidadãos corretos pra tentar recuperar quem comete crimes, isso é um absurdo, e um dia tem que acabar!
 
Bruno Ferreira em 03/06/2011 10:05:27
Esse rapaz errou, e eu fico indignado com essas situações que envolvem estupro e violência...Esse delinquente tem que pagar pelo que fez! Mas pena de morte não, pois se Deus é quem nos deu a vida e nos permite acordar todos os dias, quem somos nós para intitular se uma pessoa tem que perder sua vida?
 
Lucas Andrade em 03/06/2011 10:00:28
Que lei é essa? A vítima está sem proteção e amparo do estado, sofreu o crime que é ediondo,segundo a lei. Mas o menor que é tão bandido e vagabundo como o de maior idade está a solto a mando da propria lei. Quem garante que ele não fara outra vítima, e aí o crime será de responsabilidade do estado e da justiça, segundo o estatudo, quando o menor estiver involvido em crime grave pode ficar apreendido até completar 21 anos, porque a justiça só interpreta a lei do lado dos bandidos e nunca pela sociedade. Só pra lembrar que a lei e interpretada por homens e mulheres da mesma sociedade e que são remunerados graças ao pagamento de nossos imposto.
 
Paulo roberto em 03/06/2011 06:59:22
Uma barbaridade.Mas atenção as causas destes comportamentos são muito complicadas.Pena de morte não é solução.Vejam o que se passa nos States.
Tem só a maior população carcelária do mundo.A raiz destes problemas reside nesta sociedade desigual,falta de educação e diferenças culturais.Vossa cidade cresceu muito depressa,populações sem raiz no local incrementam estas coisas.Hoje o racismo já não é da côr da pele,mas sim das condições financeiras das pessoas.
 
Francisco Castro em 03/06/2011 05:24:29
O menor pode estuprar que é posto em liberdade. Agora eu queria ver se o pai ou o esposo dessa mulher matar esse marginal, o que aconteceria? com certeza para eles teria cadeia.
 
ana maria em 03/06/2011 03:48:29
Olho por olho, dente por dente?

Qual a melhor punição?

Na minha opinião, "que por sinal não conta nunca", esse tipo de caso deveria ser tratado com mais severidade para servir de exemplo. Está tudo muito banalizado, não temos mais a ordem, só nos restou o caos.
A única solução que vejo... bom, tenho mulher e filho, e se fosse no meu caso, eu também diria que já esqueci de tudo. Provavelmente para dar um tempo pra poeira baixar e mandar esses dois para o lugar devido, e provavelmente também seria preso. Essa é a nossa justiça!
 
Fábio Córdoba em 02/06/2011 10:01:18
Enquanto não houver alguém com coragem p/ tocar na ferida provocada pela Lei do Estatuto da Criança e do Adolescente, que só dá direitos, que passa a mão na cabeça na hora de cobrar os deveres, que torna professores reféns, que minimiza a autoridade dos pais, não haverá solução. O pior ainda está por vir,podem estar certos disso. Por enquanto há uma geração perdida. A lei é de 1989. Qdo tiver completos 40 anos serão duas gerações:filhos de filhos do E.C.A. Ou talvez o Brasil tenha se transformado em país de 1º mundo e possa absorver esta Lei, transformando todas as escolas em tempo integral, criando escolas profissionalizantes, promovendo o esporte e a cultura, e combatendo o crime organizado nas fronteiras, impedindo que a munição da desgraça adentre nosso país. Mas isso é sonhar demais, diante da realidade que elegemos p/ nos representar. Graças a Deus eu tive força p/ impor minhas convicções e consegui, em família, salvar meus filhos. Que vc tbém possa conseguir. Assim seja...
 
GILSON DE OLIVEIRA COELHO em 02/06/2011 09:54:45
Sou a favor da pena de morte!
 
Carlos Netto em 02/06/2011 08:19:31
como eu sempre disse bandidos tem que morrer todos ( so da despesas na cadeia imaginem quantos bilhoes perdidos com esses vagabundos no brasil todo e a saude publica seguranca um caos ( porque com esse dinheiro perdido nao pagam melhor os policiais os professores e outros etc ????
 
ROBERTO CARLOS DE OLIVEIRA em 02/06/2011 08:19:23
O Estupro é verdadeiramente uma monstruosidade CRUE!Lamento pela vitima e creio que só Deus para confortá-la e fazer com que ela supere essa dor absurda e com certeza indiscritível. Quanto ao marido da vítima , acredito que por solidariedade à esposa ele alegue "esquecer do fato".Como forma de carinho para aliviá-la das angustias , da vergonha e de tantos sentimentos ruinsr. Apesar de que,o MONSTRO DESUMANO E ESTUPRADOR que deveria sentir vergonhada sua maldade.Desejo de coração ao casal muita paz e amor.
 
Jane Araújo em 02/06/2011 05:43:40
tenha sensibilidade oh Margarethe, vc acha o que a mulher dele vai se sentir olhando nos olhos dele 24 hs e ver que a esta analizando o tempo todo se lembrando que ela foi violentamente tocada surrada e estuprada, se estava gostando da situação se estava pensando no que????? não haveria mais casamento tem mais de esquecer sim, procurar a justiça mas tentar levar uma vida normal, e lembre-se não julgue para não ser julgada o pessoinha!
 
sandra lima em 02/06/2011 05:41:49
concordo com os comentários de todos, mas também acho que a polícia não tinha que prender estas merdas, tinha que mandar pro inferno sempre e dizer que foi troca de tiros!!!!!!!!!!!!! isso seria a justiça!
 
idevaldo de jesus em 02/06/2011 05:37:41
Nossa... o marido dela nem deve se lembrar mesmo, afinal de contas, não foi ele que foi estuprado!!!
 
MARGARETHE BRITO em 02/06/2011 05:05:47
lei sobre menor tem que mudar urgente..os"menores" estão cada vez mais aprontando barbaries...porque sabem que vão ficar impunes...
 
João Antonio em 02/06/2011 05:01:07
Para desarmar o povo, político quer fazer plebiscito. Para liberar droga, tem sempre um maconheiro, ou defensor de maconheiro, sugerindo que se "ouça" a população. Para estimular a pederastia, a sacanagem, o STF decide favoravelmente a que se reconheça como união estável marmanjo vivendo com marmanjo. Aliás, essa questão do homossexualismo é um capítulo a parte: Congresso, Executivo, Judiciário querem impor ao povo não apenas a aceitação, mas, sei lá, a adoção do homossexualismo.
Agora, vá falar em pena de morte que já vem um monte de advogado dizendo que nem dá para considerar porque contraria a Constituição; vem um muito de especialista dizendo que não resolve, que as estatísticas isso, as estatísticas aquilo. Sei... me engana.
Acho o seguinte: precisamos de pena de morte. No mínimo um safado desses não iria mais oferecer risco a ninguém. Precisamos de redução da menoridade: o guri de 15 anos sabia perfeitamente o que estava fazendo. É um marginal! Precisamos de penas mais longas, de prisão perpétua, de trabalho forçado. E, claro, precisamos de policial na rua, enfrentando o criminoso.
No lugar de gastar dinheiro público com Copa do Mundo, o governo deveria usar essa dinheirama contratando, pagando bem, treinando e pondo na rua mais policiais. Pra pregar chumbo nessa bandidagem.
PENA DE MORTE JÁ
 
José Carlos Nobre Filho em 02/06/2011 04:54:49
É horrivel isso, mas tenho q concordar com o comentário acima!!!!! Não aguento mais tanta impunidade!!!!
 
Andrea Chaves em 02/06/2011 04:53:23
PENA DE MORTE JÁ!!!!
PENA DE MORTE JÁ!!!!
PENA DE MORTE JÁ!!!!
PENA DE MORTE JÁ!!!!
PENA DE MORTE JÁ!!!!
PENA DE MORTE JÁ!!!!
PENA DE MORTE JÁ!!!!
PENA DE MORTE JÁ!!!!
PENA DE MORTE JÁ!!!!
 
José Carlos Nobre Filho em 02/06/2011 04:47:29
Nossa indigno com esses menores que só aprontam e logo saem das cadeias, por isso nem ligo quando aparece um morto por ai só assim tem justiça.
 
Alex Correa em 02/06/2011 03:55:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions