A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

09/12/2012 11:20

Vítima de atentado em reunião de catadores diz que já havia recebido ameaças

Empresário fala que tinha 40 pessoas no local e que agora vai pedir medidas protetivas

Nadyenka Castro

Vítima do atentado ocorrido na noite desse sábado em reunião com catadores de materiais recicláveis, no bairro Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande, o empresário Thiago Verrone de Souza, 31 anos, diz que já tinha sido ameaçado de morte. Para ele, a tentativa de homicídio tem relação com as ameaças e, diante disso, irá pedir medidas protetivas.

Segundo Thiago, ele participava de reunião com os catadores para eleger um deles como responsável por contatos com advogados sobre denúncias de pressão que os trabalhadores estariam sofrendo.

Conforme o empresário, havia aproximadamente 40 pessoas no local e em um determinado momento Alessandro Ferreira da Silva, 34 anos, entrou na residência onde era realizada a conversa e discutiu com um dos responsáveis.

Thiago diz ainda que Alessandro desferiu dois socos no responsável, conhecido como Gauchinho, saiu do local e retornou armado. “Eu organizei minhas coisas, estava saindo e me avisaram que ele tinha chegado armado”, conta. “Eu voltei, ele entrou, me viu e atirou duas vezes. As balas estão lá no pé-de-manga”, complementa, referindo-se aos tiros que acertaram a árvore.

O empresário declara que nunca teve desentendimentos com Alessandro, mas que já havia recebido ameaças de morte e que, agora, irá pedir medidas protetivas.

Alessandro foi preso de madrugada, na casa dele, com munições e uma espingarda calibre 12. Ele foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions