A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Julho de 2019

12/07/2019 18:46

Vítima de "limpa" em loja, comerciante fala em desistir do negócio

Foram levadas todas as roupas da loja, um total de 443 peça. Os suspeitos estavam em um Gol de cor escura

Geisy Garnes e Clayton Neves
Ação dos bandidos foi filmada de longe por câmeras de segurança (Foto: Reprodução vídeo)Ação dos bandidos foi filmada de longe por câmeras de segurança (Foto: Reprodução vídeo)

Na loja invadida por bandidos na madrugada de quinta-feira (11), na Rua Marquês de Leão, no Parque dos Novos Estados, tudo que restou foi alguns manequins. Foram 443 peças de roupas levadas em menos de 10 minutos. Depois de ver a loja vazia, Sebastião Mario Almeida Silva, de 59 anos, pensa em fechar de vez o comércio. “Agora está tudo tão intenso, tão recente, que não sei o que fazer”.

Todo o crime foi filmado por câmeras de seguranças de comércios da região. Em sete segundos os bandidos arrombam o cadeado e quebram a porta de vidro para entrar na loja. Foram necessários apenas sete minutos para fazerem um verdadeiro limpa do local. Nas imagens é possível ver os autores recarregarem o carro, um Gol escuro, com as roupas várias vezes. São pelo menos dois envolvidos.

“Nunca vi uma coisa dessas. A audácia desses bandidos é a ausência do estado. A gente se sente impotente com toda essa situação”, lamentou Sebastião.

Foram levadas todas as roupas da loja, um total de 443 peças entre vestidos de festa, longos, calças e bermudas jeans, camisas e camisetas, saias, bolsas e até os cabides. Os bandidos deixaram apenas alguns manequins e um computador de mesa. “Estimo um prejuízo de R$ 100 mil”.

Após três anos administrando a loja, Sebastião conta se sentir perdido. “Agora está tudo tão intenso, tão recente, que não sei o que fazer, mas é 80% de certeza que não toco mais a loja. A gente fica refém dos bandidos, não pode ter nada”. O comerciante conta que nem o reforço na segurança do bairro, com seguranças particulares e câmeras, parecem não fazer efeito.

Na rua o que não falta são comerciantes com histórias de furto e roubos aos estabelecimentos. A poucos metros da loja, funcionários de um pet shop lembram que no mesmo prédio já funcionou uma loja de cosmético. “Na semana que eles iam inaugurar entrar e furtaram R$ 18 mil em produtos”, contou um funcionário que não quis se identificar.

O próprio pet shop também foi alvo dos bandidos. Do local foram levados R$ 6 mil em maquinários de banho e tosa. Na madrugada desta sexta-feira (12), uma casa de carne da Rua Vitório Zeolla foi invadida por assaltantes. Segundo testemunhas, o suspeito virou as câmeras para não ser filmado e fugiu apenas o troco que ficou no caixa.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions