ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  01    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Voluntários vão confeccionar 10 mil máscaras e doar para unidades de saúde

Segundo a prefeitura, só nas 10 unidades de urgência da cidade são usadas 4 mil máscaras por dia

Por Marta Ferreira | 01/04/2020 10:22
Represententes de organização fizeram entrega simbólica de mil máscaras nesta terça-feira (31). (Foto: Divulgação)
Represententes de organização fizeram entrega simbólica de mil máscaras nesta terça-feira (31). (Foto: Divulgação)

As unidades de saúde de Campo Grande vão receber doação de 10 mil máscaras de proteção da instituição Sotrayrubá, do Bairro Jardim Carioca. Já houve a entrega simbólica de mil unidades, nesta terça-feira (31) ao secretário de Saúde José Mauro Filho.

Conforme a prefeitura , os materiais serão entregues à secretaria de forma gradativa e posteriormente encaminhados às unidades de saúde. Somente nas 10 UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRS (Centros Regionais de Saúde) serão utilizadas cerca de 4 mil máscaras por dia pelos profissionais.

Conforme informado, tudo será feito de acordo com os protocolos de segurança determinados pela a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

O presidente da instituição, Frank Nobre, conta que a iniciativa para produzir as máscaras para serem doadas surgiu entre os próprios frequentadores, como forma de contribuir com o trabalho dos profissionais de saúde durante a pandemia de novo coronavírus, que tornou o produto escasso no mercado.

“Nós acompanhamos a dificuldade que os estados e municípios estão tendo para conseguir comprar máscaras e outros equipamentos de proteção, justamente porque estão em falta no mercado, por isso decidimos nos juntar para confeccionar as máscaras com auxílio de voluntários, que também nos ajudaram com os materiais utilizados”, disse à assessoria de imprensa da prefeitura de Campo Grande.

Voluntárias da Sotrayrubá, Lucimara Ferraz explica que o grupo teve a preocupação de seguir todos os protocolos dos órgãos sanitários para garantir a qualidade do material. “Todos os voluntários fazem o uso rigorosos de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como máscaras, luvas, por exemplo, para evitar uma eventual contaminação dos materiais fabricados” relata. “Além disso, o ambiente onde as máscaras são produzidas é desinfectado a cada duas horas, seguindo todos os padrões”, conta.