A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

06/04/2016 13:04

Celular alcança televisor e já está em 96% dos domicílios de MS

Aline dos Santos
Júlio César conta que nem tem mais televisão e faz venda pelo celular. (Foto: Alan Nantes)Júlio César conta que nem tem mais televisão e faz venda pelo celular. (Foto: Alan Nantes)

O celular alcançou a televisão nos lares de Mato Grosso do Sul. De acordo com o suplemento de Tecnologia da Informação e Comunicação, divulgado nesta quarta-feira (dia 6), a televisão é encontrada em 96,7% dos domicílios do Estado. E o aparelho de telefonia móvel em 96,2%. Os dados são relativos a 2014 e constam na PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)

Conforme a pesquisa, dos 885 mil domicílios, 856 mil tem televisores e 852 mil contam com celulares. De acordo com o levantamento, o Estado tem o terceiro maior percentual de uso de telefone móvel celular no Brasil: 85,2%. O ranking é liderado por Brasília (90,6%), seguido por Goiás (85,8%). No Estado, são 1.912.000 moradores com celular.

“Nem tenho mais televisão, só tem notícia ruim”, afirma o comerciante Júlio César Dellazari, 60 anos. Já o celular, tem logo dois aparelhos. “Tenho celular desde 1995. Hoje, faço até venda pelo WhatsApp”, conta. Dona de uma banca de revistas, Ivanilda Silva Moura, 38 anos, tem celular e televisão. “Eu gosto de televisão. Mas meu esposo, por exemplo, não espera mais pela televisão para ver notícia”, diz,

Cada vez mais inserido no dia a dia, o aparelho de telefonia móvel predomina na categoria equipamento utilizado para acessar a internet. Ele é a opção em 86,9% dos lares, desbancando microcomputador (69,8%) e tablet (17,2%).

A exemplo da televisão, o celular se mostra democrático: vai da mansão ao barraco. Ele predomina entre quem tem ensino superior completo (97,7%), mas também chega para pessoas sem instrução. O celular ainda tem como dono de pessoas sem rendimento a quem tem renda superior a 10 salários mínimos.

Das pessoas que tem aparelho de telefonia móvel, 86,4% são mulheres e 83,9% são homens. Quanto o recorte é por faixa etária, o celular predomina entre quem tem 25 a 29 anos (93,7%).

Internet – No Estado, dos 885 mil domicílios, 502 mil tem acesso a internet, com percentual de 56,7%. O resultado equivale ao nono maior percentual do País. Do total de 502 mil lares, 70,5% conta com banda larga fixa e 64% com banda larga móvel. Ainda há 176 mil domicílios com os dois tipos de internet, que leva o Estado à sexta posição nacional neste quesito.

Em Mato Grosso do Sul, a internet é mais utilizadas pela mulheres. Na faixa etária, o maior uso é de quem tem entre 10 e 19 anos.

Televisão – Em 2014, Mato Grosso do Sul tinha 1,3 milhão de aparelhos de televisão, sendo 55,1% de tubo e 44,9% de tela fina. O percentual de domicílios com TV digital aberta é de 34,4%. Já na TV por assinatura, o percentual chega a 27,9%.

Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...
ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions