A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/01/2016 16:16

Censo Escolar aponta redução de 3,4 mil matrículas no Estado em 2015

Total caiu de 561,8 mil para 558,3 mil, segundo dados divulgados nesta segunda (18)

Aline dos Santos

Puxado principalmente pelo ensino médio, o número de matrículas na rede de ensino teve redução de 3.465 alunos em Mato Grosso do Sul. Conforme o Censo Escolar 2015, cujo resultado final foi publicado nesta segunda-feira (18) pelo Ministério da Educação, foram 558.387 matrículas em creche, pré-escola, ensino fundamental, ensino médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos) das redes estaduais e municipais.

O Censo Escolar de 2014 apontou 561.852 matrículas. Portanto, redução de 3.465 entre 2014 e 2015.

O ensino médio (modalidade parcial) teve a maior queda: 5.343 matrículas. Em 2014, eram 83.113; no ano passado, o total reduziu para 77.770. Em situação oposta, o ensino fundamental (anos finais) teve acréscimo de 3.424 matriculados. O total passou de 142.781 em 2014 para 146.205 em 2015.

“O que preocupa é o ensino médio. Não tem tido política para incentivar esses jovens a frequentarem as escolas. Isso é muito grave. O governo tem que ter política para trazer esse jovem de volta para a unidade escolar”, afirma o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botarelli Cesar.

Os dados de Campo Grande apontam 154.737 matrículas em escolas municipais e estaduais, sendo 98.501 em colégios municipais: 96.352 na área urbana e 2.148 na zona rural.

O Censo Escolar é um levantamento de dados estatísticos educacionais de âmbito nacional realizado todos os anos e coordenado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

As informações são utilizadas para traçar um panorama nacional da educação básica e servem de referência para a formulação de políticas públicas e execução de programas na área da educação, incluindo os de transferência de recursos públicos, como alimentação e transporte escolar, distribuição de livros, implantação de bibliotecas, instalação de energia elétrica, Dinheiro Direto na Escola e Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions