A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

16/01/2015 23:41

Centro-Oeste e Sudeste são regiões que mais sofrem com seca em reservatórios

Daniel Machado

As chuvas previstas para janeiro não serão suficientes para elevar os níveis dos reservatórios das hidrelétricas ao mesmo patamar de janeiro de 2014 e as regiões mais críticas são o Sudeste e o Centro-Oeste: a informação é do Operador Nacional do Sistema Elétrico.

As chuvas do mês passado interromperam a sequência de queda do nível dos reservatórios que vinha desde maio. Em Furnas, por exemplo, o lago subiu 79 centímetros. O sistema de reservatórios da Região Sudeste e Centro Oeste - o maior do país - fechou dezembro com 19% da capacidade.

Nesses primeiros dias de 2015, a capacidade permanece em torno dos 19%, ainda nem a metade da situação registrada no início do ano passado.

Na mesma comparação, o Nordeste está longe de chegar ao que tinha. No Norte também está abaixo. A situação melhorou apenas no Sul.

Pelas projeções de chuvas do Operador Nacional do Sistema Elétrico, até o fim do mês o nível no Sudeste e Centro-Oeste vai chegar a 22%.

Mas segundo previsão do Inpe - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o volume de água que deve cair do céu em janeiro vai ficar abaixo da média histórica.

Se as chuvas não vierem realmente como o desejado, o Brasil ainda tem como usar as térmicas, mas estudiosos do setor dizem que além de poluentes, essas usinas podem não ser suficientes para dar conta do consumo.

Em nota, o Ministério de Minas e Energia informou que programas de eficiência energética estão em andamento. E com previsão para reduzir o consumo de energia em 5%, este ano e em 10%, até 2030.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions