A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

25/06/2015 09:15

Chefão do tráfico internacional é preso pela PF com cerca de R$ 90 mil

Viviane Oliveira
Objetos aprendidos durante operação, que ocorreu ontem em três estados. (Foto: divulgação/PF)Objetos aprendidos durante operação, que ocorreu ontem em três estados. (Foto: divulgação/PF)
Em 2004, Mendes Mesquita foi extraditado para os EUA. (Foto: ABC Color)Em 2004, Mendes Mesquita foi extraditado para os EUA. (Foto: ABC Color)

Considerado um dos maiores chefões do tráfico internacional, o brasileiro Ivan Mendes Mesquita, foi preso ontem (24), em Ponta Porã, a 323 quilômetros de Campo Grande, durante Operação Mosaico, realizada pela Polícia Federal. Ele estava com aproximadamente R$ 90 mil em dinheiro. 

No total, a Polícia Federal cumpriu 19 mandados de prisão preventiva e 12 mandados de busca e apreensão, nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná.

Em 2004, Ivan Mendes foi preso no Paraguai por tráfico de drogas e extraditado para o Estados Unidos um ano depois. Ele foi acusado de trocar armas por cocaína com as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). A droga era enviada para os Estados Unidos e países da Europa.

O traficante cumpriu pena nos Estados Unidos até 2010 e teve a pena reduzida, após assumir o compromisso com as autoridades em retornar ao Brasil para contribuir com a polícia no combate ao tráfico de drogas.

Os presos nesta operação trazia cocaína e maconha dos países produtores da América do Sul. A droga entrava em território brasileiro principalmente pela fronteira do Brasil com o Paraguai, no Estado de Mato Grosso do Sul. Depois o entorpecente seguia para a capital paulista, onde permanecia armazenada até a remessa ir para a Europa e África.

Ontem, foram apreendidos 84 quilos de cocaína.(Foto: divulgação/PF)Ontem, foram apreendidos 84 quilos de cocaína.(Foto: divulgação/PF)

Ontem, na casa de Ivan, os policiais encontraram uma arma sem registro, U$S 10 mil e R$ 65 mil em dinheiro. Com os integrantes da quadrilha, também foram apreendidos 84 quilos de cocaína, além de UR$ 35 mil e R$ 2 mil em dinheiro. Os investigados serão indiciados por crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, com penas que podem chegar a 25 anos de prisão.

Não deu certo - Conforme a Polícia Federal, Ivan Mendes retornou ao Brasil e sem se apresentar a nenhum autoridade brasileira, retomou sua vida criminosa, dessa vez estabelecendo novas conexões e rotas do tráfico de drogas.

Desde de janeiro, quando começaram as investigações, foram presas em flagrante 11 pessoas e apreendidos mais de 176 quilos de cocaína e 521 de maconha. As ações policiais ocorreram também nas cidades de Campo Grande, Dourados, Limeira (SP) e na capital paulista. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions