A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

10/08/2010 15:13

"Chuva de pedras" atormenta famílias

Redação

Há um ano, um problema atormenta a vida de comunidade pobre na periferia de Campo Grande. Pedras e objetos arremessados por pessoas não identificadas acabam com as telhas de casas improvisadas no bairro Lagoa Parque, na saída para Sidrolândia.

O caso já rendeu 28 ligações à Polícia Militar, contabiliza uma das moradoras e rendeu dois boletins de ocorrência. Sem providências ou investigação policial, a comunidade resolveu recorrer à Corregedoria da Polícia Civil.

As casas atingidas pelas pedras ficam na rua Lagoa Maior. São barracos pequenos, que exibem os buracos abertos pelas pedras que atingem os telhados na maioria das vezes durante a noite. A gota d'água, segundo uma das famílias vítimas dos vândalos, foi uma roda de ferro jogada sobre a casa de um garoto portador de deficiência.

O caso é denunciado por seis famílias. Cláudia Silvia de Oliveira, 32 anos, dona de casa, mora com três filhos pequenos e o marido. Desde julho do ano passado ela diz que a família é alvo de objetos que são arremessados, mas nunca é possível ver o responsável. "

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions