A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Novembro de 2017

07/08/2009 09:09

Cimi diz que decisão do TRF agrava situação de guaranis

Redação

O Cimi (Conselho Indigenista Missionário) considerou "angustiante" para os índios guaranis de Mato Grosso do Sul a decisão do desembargador Luiz Stefanini, do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região, que suspendeu as vistorias de novas áreas indígenas no Estado.

Em nota oficial divulgada nesta sexta-feira, a entidade ligada à igreja católica disse que o adiamento dos estudos antropológicos agrava a situação dos índios que esperam pela demarcação de novas áreas.

"Enquanto não há definição sobre retomada dos estudos de identificação, os guarani-kaiowá seguem sobrevivendo em barracos à beira de estrada ou confinados em pequenas terras", afirma o Cimi.

O órgão cita como exemplo a situação de 36 famílias que ocupam parte da fazenda Santo Antonio de Nova Esperança, no município de Rio Brilhante. Para o Cimi e a Funai (Fundação Nacional do Índio), no local existe a comunidade Laranjeira

Mega-Sena sorteia bolada de R$ 33 milhões na noite deste sábado
A Mega-Sena pode pagar R$ 33 milhões a quem acertar as seis dezenas do concurso 1.989, que será sorteado nesta sábado (18), a partir das 19h (horário...
Justiça considera ilegal cobrança de taxa de religação de energia em MS
Decisão em primeira instância na Justiça Estadual considerou ilegal a cobrança de taxa de religação da energia em Mato Grosso do Sul. A decisão é de ...
Pesquisa quer saber opinião da população sobre farda de policiais
A PM (Polícia Militar) de Mato Grosso do Sul lançou nesta sexta-feira (17) uma pesquisa para saber a opinião da população sobre o fardamento utilizad...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions