A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/10/2015 10:32

Cinco organizações podem assumir controle de hospitais estaduais em MS

Leonardo Rocha
Hospital Regional de Ponta Porã deve ser o primeiro a ser repassado para as OS (Foto: Divulgação)Hospital Regional de Ponta Porã deve ser o primeiro a ser repassado para as OS (Foto: Divulgação)

O governo estadual qualificou cinco organizações sociais, que poderão assumir a gestão de hospitais em Mato Grosso do Sul. Entre as primeiras, tiveram duas paulistas, e outras com sede em Goiás, Rio de Janeiro e Amazonas. Depois desta fase serão abertos editais específicos sobre os locais que terão esta nova administração.

As cinco empresas qualificadas até o momento foram a APGP (Associação Paulista de Gestão Pública), Gamp (Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública), Instituto Gerir, IABAS (Instituto de Atenção Básica Avançada à Saúde) e Instituto Novos Caminhos.

A APGP foi constituída em 2006, com sede em São Paulo, que atua neste momento na Santa Casa de Misericórdia de Itamaré e no Hospital São Lucas de São Pedro. Já a Gamp tem sede em Cotia (SP), mas possui unidades no Rio de Janeiro, Pernambuco, Amazonas e Santa Catarina.

O Instituto Gerir tem sede em Goiás, mas trabalha também em diferentes estados, na gestão do Hospital e Maternidade Dr. Peregrino Filho (Paraíba), Hospital Geral de Taperoá (Paraíba), Hospital Dr. Carlos Macieira (Maranhão), além de dois em Goiás, Hospital de Urgências de Goiânia e Hospital de Urgências de Trindade.

A IABAS trabalha em programa de saúde nas escolas, estratégias de saúde da Família, assim como Programa de Atenção ao Idoso e UPAs (Unidade de Pronto Atendimento), na cidade do Rio de Janeiro. Já o Instituto Novos Caminhos, com sede em Manaus (AM), tem atuação no Estado, nas UPAs de Tabatinga e Campos Sales, assim como na Maternidade Enfermeira Celina Vilacrez Ruiz.

Planejamento - O secretário estadual de Saúde, Nelson Tavares, já havia declarado que nesta fase iria fazer as qualificações das organizações sociais interessadas em atuar no Estado, para depois abrir o edital para cada hospital específico que vai receber esta nova gestão.

Nos planos iniciais do governo estão o Hospital Regional de Ponta Porã, São Luiz em Dourados, Santa Casa de Corumbá e Hospital Regional de Aquidauana. Para estes locais, o secretário disse que não se encontrou outra alternativa e que a gestão por meio das organizações sociais trazem muitos benefícios, como agilidade, melhor atendimento e menos burocracia.

Organizações Sociais podem iniciar gestão do hospital de Dourados
Foi publicado hoje no Diário Oficial do Estado a regulamentação da lei estadual que estabelece a contratação de Organizações Sociais pelo governo de ...
Leitores aprovam repasse de administração de hospitais às organizações sociais
A administração dos hospitais pode ser repassada, pelo Governo do Estado, para organizações sociais. Essa troca pode ser vantajosa e deve melhorar o ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions