A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

07/07/2015 12:03

Projeto do Governo repassa gestão de hospitais para organizações sociais

Flávia Lima e Leonardo Rocha
Deputados de MS conheceram gestão das OS em Goiânia. (Foto:Divulgação)Deputados de MS conheceram gestão das OS em Goiânia. (Foto:Divulgação)

Já está na Assembleia Legislativa, projeto do governo que regulariza a gestão de hospitais estaduais em Mato Grosso do Sul. O Secretário de Estado da Casa Civil, Sérgio de Paula, esteve na manhã desta terça-feira (7) na Assembleia Legislativa para apresentar o projeto aos deputados. A intenção é adotar um sistema de gestão hospitalar semelhante ao realizado em Goiânia, onde as unidades são administradas pelas chamadas Organizações Sociais (OS).

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) conheceu o sistema em março, quando visitou com o secretário da Saúde, Nelson Tavares, o Hospital de Urgência de Goiânia e o Hospital Geral Alberto Rassi.

Na ocasião, eles foram recebidos pelo governador Marconi Perillo e pelo secretário da Saúde de Goiás, Leonardo Vilela, e elogiaram a eficiência do atendimento, demonstrando naquela época o interesse em adotar esse tipo de gestão em hospitais de Mato Grosso do Sul.

O deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB), líder do governo, ressaltou que em maio também foi a Goiânia, junto a outros deputados, conhecer o modelo implantado pelas Organizações Sociais.

“Elas visam uma melhor eficiência no atendimento e na realização de cirurgias. Como já existe uma lei aqui que prevê o uso desse mecanismo, com o projeto de regulamentação enviado pelo Governo, será fácil colocar em prática esse tipo de administração”, disse Rinaldo

Ainda segundo o deputado, dos 16 hospitais visitados pelos deputados em Goiânia, 14 contam com a administração das OS. Rinaldo destacou que o governo goiano constatou um aumento de 80% no número de atendimentos e cirurgias, além de desburocratizar o sistema. “Lá tem um centro de reabilitação em que um sapato ortopédico custa R$ 290,00 enquanto no SUS o valor é de R$ 490,00”, explicou o deputado.

O projeto deve ser colocado em votação ainda esta semana.

Juiz Sérgio Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula
O juiz federal Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 18, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar seu interrogatório m...
Cármen Lúcia determina que tribunais divulguem salários de magistrados
A ministra Carmen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), assinou nesta sexta (18) uma portaria ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions