A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

13/10/2013 16:50

CNJ lança na terça-feira relatório sobre desempenho da Justiça em 2013

Agência Brasil

O Relatório Justiça em Números de 2013, que será lançado na próxima terça-feira (15/10), traz algumas novidades que vão tornar mais fácil o acesso e a visualização dos principais dados contidos na versão impressa do estudo. Uma das novidades deste ano é que, junto aos infográficos de cada um dos tribunais analisados, o relatório trará uma análise da série histórica de cada tribunal, sob três vertentes: despesa, força de trabalho e litigiosidade.

Outra novidade é a análise feita sob o ponto de vista da territorialização da informação. Nesse caso, é feita uma análise em alguns ramos de Justiça, a partir da distribuição geoespacial de dados e indicadores referentes às despesas, força de trabalho e litigiosidade. Os dados são lançados em mapas e os resultados são diferenciados por cores, que representam indicadores de maior ou de menor valor. Dessa forma, é possível visualizar espacialmente a distribuição de despesas por habitante e o índice de processos eletrônicos, entre outros indicadores.

O novo relatório trará ainda um termômetro da taxa de congestionamento. A partir da figura de um termômetro, é mostrado onde estão os principais gargalos que impactam a taxa de congestionamento daquele ramo da justiça, a partir dos percentuais existentes em cada etapa do trâmite processual.

Também foram feitas mudanças na parte de infográficos do relatório, onde estão as principais informações de cada tribunal. Foram mantidos apenas os principais números e, com isso, os gráficos ficaram mais leves visualmente.

O lançamento da nova edição do Relatório Justiça em Números será feito durante o VI Seminário Justiça em Números, que será realizado nos dias 15 e 16 de outubro, na sede do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília/DF.

Feito a partir de dados da Justiça no ano de 2012, o estudo é considerado o mais importante panorama global da Justiça brasileira e traz informações relativas ao funcionamento de todos os ramos da Justiça, como movimentação processual, despesas com pessoal, taxa de congestionamento e carga de trabalho dos juízes, entre outras.

IFMS oferece 200 vagas para cursos técnicos e inscrições findam em janeiro
Interessados em realizar cursos técnicos podem participar de seleção no IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul). São oferecidas 200 vagas na m...
Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
TSE: regras eleitorais deixam dúvidas sobre fake news e autofinanciamento
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda ...


Depois dos embargos infringentes (caso Mensalão), o Judiciário pode plantar bananeira, mas não irá convencer a ninguém que ele (Judiciário) tem patrão!
 
Mauro Cunha em 13/10/2013 18:20:21
Mais uma conversa fiada! A morosidade da Justiça é como chantily e morango...Inseparáveis!
 
Mauro Cunha em 13/10/2013 18:14:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions