A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/08/2008 07:54

Colônia Penal Agrícola da Capital tem novo diretor

Redação

A Colônia Penal Agrícola de Campo Grande está com novo diretor. Agora, o responsável pela unidade penal é o gestor penitenciário Edis Vilas Boas.

Ele entra no lugar de oficial penitenciário Francisco Elvis Icassati. A alteração foi publicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial do Estado.

Edis atuava desde junho de 2006 como diretor do Estabelecimento Penal de Regime Semi-Aberto Urbano de Campo Grande. O presídio agora passa a ser administrado pelo oficial penitenciário Edílson Ferreira.

O gestor já administrou a Colônia entre agosto de 2000 e novembro de 2004.

De acordo com o governo do Estado, as mudanças são medidas meramente administrativas, por conta da mudança na direção da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), que agora está sob a responsabilidade o oficial da PM (Polícia Militar) Deusdete Oliveira. 

Edis assume a Colônia Penal com a reforma quase concluída. Foram investidos R$ 500 mil, aumentando a capacidade do presídio de 100 para 750 pessoas com a construção de novos alojamentos, tanto para os internos quanto para os policiais militares e os técnicos penitenciários.

Além disso, foi intensificada a segurança com iluminação, cerca com concertina e identificação digital para controle de entrada e saída de internos e visitantes, guaritas em quatro pontos estratégicos, pelotão permanente da Polícia Militar e portaria.

O presídio agora está focado na ressocialização. Agora, a unidade tem sala de informática com 10 computadores e área de cinco hectares que servirá para o cultivo de milho, mandioca, cana-de-açúcar e hortaliças, com assistência técnica. Foram ativadas as salas de aula e de orações, biblioteca, padaria e construídas quadras de esporte.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions