A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

25/11/2010 09:52

Com 27 mortos em guerra no RJ, Marinha envia blindados

Redação

A Marinha enviou, na manhã desta quinta-feira, seis veículos blindados e dois caminhões com fuzileiros navais que junto com equipes do Bope (Batalhão de Operações Especiais) atuarão em "guerra" contra o tráfico no Rio de Janeiro.

A megaoperação já provocou 27 mortes em cinco dias, na região das favelas da Penha. A expectativa é que os policiais se dirijam para Vila Cruzeiro, onde bandidos armados se concentram.

Mais de 10 veículos do Bope chegaram à região hoje e o clima no local é de tensão.

Mais cedo, quatro homens em duas motocicletas tentaram utilizar um caminhão de lixo para bloquear a passagem na Rua Tenente Luís Dorneles, na entrada do Grotão, na Vila Cruzeiro. Os bandidos teriam ordenado que o motorista permanecesse no local bloqueando o acesso à comunidade.

Depois de dar a ordem, os criminosos deixaram o local e o motorista conseguiu fugir.

Guerra - Já dura 5 dias os ataques criminosos no Rio de Janeiro e até o início da manhã de hoje o balanço da guerra ente policiais e bandidos somou 27 mortos e 47 veículos incendiados.

Somente entre as 20 horas da noite de ontem (24) e início da madrugada desta quinta-feira foram nove veículos incendiados.

Das 19 mortes registradas apenas na quarta-feira, 4 foram durante ação do Bope (Batalhão de Operações Especiais) na Vila Cruzeiro (zona norte do Rio), que é considerada o principal reduto de traficantes da cidade.

Sete alunos e duas diretoras de uma escola em uma favela ficaram ilhados durante um tiroteio. Apenas depois das 18 horas que os pais conseguiram subir para buscar os filhos.

Ataques a veículos aumentaram na noite de quarta e madrugada de quinta-feira. Dois carros queimados no início da madrugada de hoje elevaram para 45 o número de automóveis incendiados desde o domingo (21).

No fim da noite de quarta, por volta das 23h40, criminosos balearam o motorista de um ônibus e atearam fogo no veículo que passava pela avenida Brasil, na altura de Cordovil, zona norte do Rio. O homem foi levado para o hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha. Ninguém foi preso.

Em outro, um ônibus incendiado em Vicente de Carvalho (zona Norte), foi achado um bilhete: "Se continuarem as UPPs, não vai ter Copa e nem Olimpíada".

(Com informações do G1 e Uol)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions