A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/08/2016 11:56

Com lei na gaveta, ciclistas e carros dividem espaço no Parque dos Poderes

Chloé Pinheiro
Pedestres caminham na região do Parque dos Poderes, mas segurança preocupa. (Foto: Marcos Ermínio) Pedestres caminham na região do Parque dos Poderes, mas segurança preocupa. (Foto: Marcos Ermínio)

Enquanto a lei que propunha interditar para carros as avenidas do Poeta e Desembargador José Nunes da Cunha não entra em vigor, pedestres e ciclistas seguem dividindo espaço com os motoristas que passam pelo Parque dos Poderes, em Campo Grande. 

O Projeto Amigos do Parque, que foi aprovado por Lei em junho de 2015 e deveria entrar em operação até dezembro do mesmo ano ainda não saiu do papel. A legislação determina que trechos dessas duas avenidas tenham o tráfego automotivo interrompido aos sábados, domingos e feriados para que a população possa se dedicar à prática esportiva.

Em maio deste ano, o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), assinou um novo Decreto prorrogando a data-limite para implementação do projeto para novos 330 dias, cerca de 11 meses. Assim, o prazo se estendeu para abril de 2017.

Apesar de poucas pessoas terem conhecimento sobre o Projeto, a disputa entre motores e humanos está na ponta da língua dos pedestres e ciclistas que aproveitaram o frescor das árvores e o bom asfalto da região para suar a camisa neste domingo (14). 

Casal aproveita tranquilidade da região para passear e fazer caminhada. (Foto: Marcos Ermínio)Casal aproveita tranquilidade da região para passear e fazer caminhada. (Foto: Marcos Ermínio)

"Eu acho que não tem necessidade, é muito tranquilo aqui", disse o empresário Rafael Scalon, 35 anos, que estava na Avenida do Poeta fazendo caminhada com seus dois cachorros. "Talvez por causa das bicicletas, né? Porque os carros andam rápido", discordou Anne Nascimento Ribeiro, 35 anos, dentista e esposa de Scalon. Os dois moram no Monte Castelo e dirigem até lá aos finais de semana para passear.

Ciclistas serão beneficiados pelo cumprimento da Lei Amigos do Parque. (Foto: Marcos Ermínio)Ciclistas serão beneficiados pelo cumprimento da Lei Amigos do Parque. (Foto: Marcos Ermínio)

Os ciclistas concordam com Anne. "Algo precisa ser feito porque muitos veículos passam acelerando e já vimos acidentes", conta Shirley Fernandes, vendedora de 38 anos. Ela e o marido, o professor Márcio Wunderlich, 37, moram nas redondezas do parque e são praticantes de mountain bike.

"Aqui é nosso quintal", completa Shirley. Juntos, eles rodam entre 20 a 30 km pelas vias do Parque. "Acho interessante que no domingo o trânsito fica mais perigoso, piora especialmente no fim do dia, com mais carros acelerando", relata Márcio.  

Há um limite de 30km/h com fiscalização eletrônica feita com lombadas, mas enquanto Shirley falava, um veículo SUV passou bem acima disso. "Viu só? Esse deve estar a no mínimo 80!".

A legislação: O "Amigos do Parque" foi criado pela lei 4.682 em junho/15. O texto prevê a interdição da avenida do Poeta e de parte da  Desembargador José Nunes da Cunha aos sábados, domingos e feriados das 7 às 19h. Além disso, também determina que uma ciclofaixa se instale nesses dias. 

Inicialmente, o prazo para execução do projeto, que fica a cargo da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) e do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), era dezembro de 2015, mas em junho de 2016 o Decreto 14.462 alterou a data-limite para 330 dias.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions