A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

04/02/2010 17:05

Com medo da dengue, vizinha recomenda "chá de Simancol"

Redação

Mesmo com números assustadores (8,9 mil notificações em Mato Grosso do Sul e duas mortes com suspeita da doença), a epidemia de dengue não colocou fim aos maus costumes. O mais difícil é acabar com o risco na casa do vizinho.

Vivendo ao lado de terrenos baldios com água parada não conseguem convencer os proprietários a resolverem o problema; agentes de saúde também são impedidos de entrar nas casas.

Hoje com 7 meses de gravidez, Enilce Tavares morre de medo de contrair a doença, novamente. Ela já contraiu dengue por duas vezes, inclusive durante a primeira gravidez.

A dona de casa mora entre dois terrenos abandonados, na rua Itaquassu, no bairro Guanandi, em Campo Grande. Um dos terrenos serve de depósito e apresenta um vazamento de água que transformou o lugar em um verdadeiro brejo. A situação é ideal para a proliferação do mosquito aedes aegypti

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions