ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SÁBADO  29    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Com perícia deficiente, governo não nomeia novos agentes

Por Redação | 11/08/2008 14:35

Um problema antigo que segue sem solução e poderia auxiliar em uma atuação mais ágil da Coordenadoria-geral de Perícias de Mato Grosso do Sul é um entrave que envolve aprovados no concurso para agente da Polícia Científica. Eles estão formados na Academia de Polícia Civil desde dezembro de 2006 e até hoje não foram nomeados pelo governo estadual.

O processo é longo e já rendeu questionamentos e até a formação de uma comissão pró-nomeação pelos aprovados. Dados do Diário Oficial do Estado dão conta de que 36 pessoas foram chamadas para o cargo - 17 em Campo Grande - , enquanto no edital, aberto em 2004, constavam 117 vagas, sendo 45 para a Capital.

A função do agente é ser o

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário