A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

06/03/2010 18:10

Condôminos decidem prosseguir em ação contra prefeitura

Redação

Após assembleia, realizada na tarde de hoje, os moradores do condomínio Cachoeirinha II decidiram prosseguir com a ação na Justiça para responsabilizar a prefeitura pelos estragos causados pelas chuvas e vão pagar R$ 25.000 mil ao perito Vinícius Coutinho. O custo será fornecido pelo fundo do condomínio e os 80 condôminos pagarão R$ 312,50, cada.

De acordo com o síndico do residencial, Rodrigo Fernandes, na segunda-feira serão depositados os honorários iniciais do perito. Fernandes disse ainda que o valor da perícia poderá aumentar, devido à complexidade do trabalho.

Cerca de 700 metros quadrados, incluindo-se a churrasqueira e a área de lazer, foram destruídos. O juiz da 2ª Vara de Fazenda Pública, Ricardo Galbiati, determinou a realização de perícia emergencial, mas sob a condição dos condôminos pagarem a perícia. O valor foi determinado pela Justiça.

Também esteve presente na assembleia o coordenador da Defesa Civil em Campo Grande, Sebastião Otávio Rayol, que segundo Fernandes, entregará na terça-feira o laudo feito pela Defesa Civil sobre os danos no condomínio e definirá se o bloco J, o mais próximo da cratera, deverá ser desocupado.

Das 8 famílias que moravam no bloco J, cinco deixaram o local após os estragos. Durante a assembléia, uma das famílias remanescentes avisou que há uma grande rachadura no teto do apartamento.

O síndico disse que a decisão de pagar o perito foi unânime entre os presentes e que o perito tem 30 dias para entregar o laudo final, "mas depende da complexidade do trabalho", ressaltou Fernandes.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions