ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 15º

Cidades

Conselheira é investigada por deixar garota com abusador

Por Redação | 18/05/2010 09:11

Uma conselheira tutelar da região sul de Campo Grande está sendo investigada por não ter tomado medidas ao saber que uma adolescente de 16 anos estava morando com o padrasto, acusado de ter estuprado a garota.

Conforme informações da Polícia Civil foi instaurado inquérito para apurar se houve crime de prevaricação. O nome da conselheira é preservado.

A documentação aponta que a adolescente foi vítima de estupro pelo padrasto e após a morte da mãe voltou, por iniciativa própria, a morar com ele.

A DPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) ficou sabendo do fato e oficiou o Conselho Tutelar para que adotasse providências. Sem resposta, enviou um segundo ofício.

"Pelo que se verificou mais tarde, tal documentação no referido Conselho Tutelar ficou a cargo dessa Conselheira, que nada teria feito para evitar que a vítima continuasse convivendo com o autor", informa a nota da Polícia Civil.

Uma tia materna da garota, cujo depoimento foi encaminhado para o Conselho, chegou a dizer que não sabia se a sobrinha morava com o padrasto "como filha ou como mulher".

Nos siga no Google Notícias