ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Contra pedidos de intervenção militar, Judiciário pede respeito à democracia

A nota afirma que todos devem fortalecer e lutar pelo Estado democrático de direito

Por Izabela Sanchez | 30/05/2018 17:36
Em nota, poderes e OAB-MS pedem fortalecimento do Estado democrático (Foto: Divulgação)
Em nota, poderes e OAB-MS pedem fortalecimento do Estado democrático (Foto: Divulgação)

Em meio ao clima de crise econômica e pedidos que clamam por intervenção militar, o TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) e OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso do Sul) divulgam nota pública, em que reiteram “confiança na democracia” e na defesa do Estado democrático de direito.

“O regime democrático constitui conquista do processo civilizatório e garantia dos direitos fundamentais, como a vida, a liberdade e a justiça. Entre a democracia e os direitos dos cidadãos há uma relação de interdependência e reciprocidade”, afirmam. A nota também destaca que as divergências não podem desestabilizar ou enfraquecer o poder de decisão do povo, por meio do voto.

Para os poderes e a OAB-MS, todos devem contribuir e enfrentar os problemas que afetem a nação. “A superação dos desafios atuais somente ocorrerá com o absoluto respeito às disposições constitucionais e legais”, enfatiza.

“Estas subscritoras reafirmam que continuarão no cumprimento do dever a que se destinam, na plenitude de suas atribuições e cada qual desempenhando o seu papel, zelando pela defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses da sociedade, pela sociedade e para a sociedade”, concluem.