A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

30/05/2018 17:36

Contra pedidos de intervenção militar, Judiciário pede respeito à democracia

A nota afirma que todos devem fortalecer e lutar pelo Estado democrático de direito

Izabela Sanchez
Em nota, poderes e OAB-MS pedem fortalecimento do Estado democrático (Foto: Divulgação)Em nota, poderes e OAB-MS pedem fortalecimento do Estado democrático (Foto: Divulgação)

Em meio ao clima de crise econômica e pedidos que clamam por intervenção militar, o TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) e OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso do Sul) divulgam nota pública, em que reiteram “confiança na democracia” e na defesa do Estado democrático de direito.

“O regime democrático constitui conquista do processo civilizatório e garantia dos direitos fundamentais, como a vida, a liberdade e a justiça. Entre a democracia e os direitos dos cidadãos há uma relação de interdependência e reciprocidade”, afirmam. A nota também destaca que as divergências não podem desestabilizar ou enfraquecer o poder de decisão do povo, por meio do voto.

Para os poderes e a OAB-MS, todos devem contribuir e enfrentar os problemas que afetem a nação. “A superação dos desafios atuais somente ocorrerá com o absoluto respeito às disposições constitucionais e legais”, enfatiza.

“Estas subscritoras reafirmam que continuarão no cumprimento do dever a que se destinam, na plenitude de suas atribuições e cada qual desempenhando o seu papel, zelando pela defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses da sociedade, pela sociedade e para a sociedade”, concluem.

MEC quer programa para ocupar vagas ociosas em universidades públicas
O Ministério da Educação (MEC) estuda criar ainda este ano uma nova modalidade do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), chamada Sisu Transferência, vo...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio para sábado vale R$ 22 milhões
O segundo sorteio da Mega-Sena, desta semana que terão três, mais uma vez, voltou acumular, devido a falta de acertadores no prêmio principal. O sort...


Segundo alguns juristas, pedir intervenção militar é crime.
O MP deveria acionar esses imbecis para que se expliquem na justiça.
Esses imbecis não tem o mínimo de entendimento e ficam berrando nas ruas pedindo intervenção militar e nada acontece com eles.
E assim vão se encorajando.
Já passou da hora de interpelar esses imbecis.
 
Critico em 30/05/2018 21:24:46
É isso aí.
Essa história de intervenção militar é de uma imbecilidade sem limites além de caracterizar crime segundo alguns juristas.
Não sei porque alguns acham que os generais entendem mais das coisa do que nós.
Se algum militar acha que pode resolver os problemas do país, que abandone a farda e venha disputar os votos da população.
Não haverá solução para o país fora da democracia.
 
Critico em 30/05/2018 21:14:58
Só os favorecidos agradecendo!! Nosso Brasil está uma verdadeira zona!
 
Clebe PL em 30/05/2018 18:59:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions