A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

03/03/2010 14:45

Convênio possibilita benefícios a policiais militares

Redação

O convênio celebrado entre o FAF/PMMS (Fundo de Assistência Feminina da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul) e a Pax Real do Brasil possibilita que os PMs adquiriram planos de saúde médico, odontológico e pós-vida.

Com uma contribuição mensal máxima de R$37,50 os policiais garantem descontos em médicos, dentistas, laboratórios, clínicas e medicamentos, além dos benefícios do auxílio funeral.

O convênio oferece três tipos de plano. Neles, o beneficiário terá direito ao atendimento funerário, para até oito familiares, com preparo do corpo, urna, velório, flores e capela. Se o interesse for apenas por esses serviços, a contribuição mensal é de R$ 15,30 (quinze reais e trinta centavos).

No plano intermediário, que inclui o jazigo, o valor é de R$ 22,95 (vinte e dois reais e noventa e cinco centavos). No completo, por R$ 37,50 (trinta e sete reais e cinquenta centavos), a pessoa adquire um jazigo particular para três pessoas.

A presidente do FAF, Ana Arminda Garcia, explica que os convênios atendem às famílias dos policiais, principalmente quando um militar falece e não tem convênio, ""Todas as vezes que um policial militar falece e não tem convênio, a família tem que arcar com uma despesa grande e, às vezes, fica desesperada, sem saber a quem recorrer", comentou.

Os valores, segundo a presidente do FAF são quase 50% menores do que nos planos contratados de forma particular. E ainda colocam ao alcance dos PMs de Campo Grande, serviços médico e odontológico que sem convênio são de alto custo.

Adesão - Para divulgar os serviços e informar os policiais, o FAF e a Pax farão um trabalho de corpo a corpo nos quartéis e eventos da PMMS. O primeiro será no seminário em comemoração ao dia da mulher. Nos dias 11 e 12, haverá sorteio de produtos e serviços na área da saúde como limpeza dentária, reeducação postural e saúde da mulher.

Depois serão feitas visitas nos quartéis da capital e do interior, com a participação de enfermeiras padrão que irão aproveitar a oportunidade para aferir a pressão e medir a taxa de glicemia da tropa.

A intenção é que cerca de 60% do efetivo, em torno de 4500 policiais, adiram aos planos oferecidos no convênio. Em Campo Grande, por causa dos demais benefícios, a expectativa é de atingir um percentual ainda maior.

Mais informações no FAF, pelo telefone 3341-5902.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions