A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

08/12/2016 11:04

Coronéis defendem mais investimento federal na segurança de fronteira

Paulo Nonato de Souza e Leonardo Rocha
Ministro Raul Jungmann participa de agenda pública nesta quinta em Campo Grande (Foto: Fernando Antunes)Ministro Raul Jungmann participa de agenda pública nesta quinta em Campo Grande (Foto: Fernando Antunes)

O comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Jorge Edgard Júdice Teixeira, defende o incremento das políticas de investimentos na fronteira por parte Governo Federal, inclusive com apoio maior às forças estaduais, como condição necessária e urgente para melhorar a fiscalização e a vigilância. Debater alternativas para melhorar a segurança nas fronteiras com Paraguai e Bolívia é o motivo da presença do ministro da Defesa, Raul Jungmann, nesta manhã na Assembléia Legislativa, em Campo Grande.

“Sem dúvida o Governo Federal precisa se mostrar presente na região de fronteira”, disse o coronel Judice, durante encontro com o ministro Jungmann. Segundo ele, desde que assuniu a Secretaria Estadual de Justiça, o secretário José Carlos Barbosa tem ido constantemente a Brasília para debater com a União a necessidade de aumentar os investimentos na fronteira.

Sobre o envio de tropas da Força Nacional, o comandante da PM defende que isso seja um procedimento apenas quando for realmente necessário. “Penso que a Força Nacional deve ser deslocada para a fronteira em casos especiais. O interessante á aumentar os efetivos da PF (Polícia Federal) e da PRF (Polícia Rodoviária Federal)”, comentou o coronel Judice.

O superintendente da PRF em Mato Grosso do Sul, Luís Alexandre Gomes da Silva, tem a mesma opinião sobre a presença da Força Nacional nas fronteiras do Estado com Paraguai e Bolívia, e também destacou a necessidade de investimento no reforço do policiamento. “A PRF tem um deficit de 50% no seu efetivo. Estamos trabalhando com metade do ideal para a nossa região de fronteira”, declarou.

Já o coronel Vagner Ferreira da Silva, comandante do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), considera que além da necessidade de mais soldados, a União deveria investir também nos municípios da fronteira para tornar as cidades mais desenvolvidas. “É preciso atuar no campo social para dar mais oportunidades para a população das regiões de fronteira. Desta forma melhoraria todo o ambiente, inclusive a segurança”, avalia.

Segurança na fronteira traz ministro da Defesa de novo a Campo Grande
Buscar alternativas para melhorar a segurança nas fronteiras de Mato Grosso do Sul motiva nova visita do Ministro da Defesa, Raul Jungmann, que chega...
Novo cadastro deverá facilitar processo de adoção no país
A corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apresentou hoje (20) uma nova versão do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), que entrará em funcio...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions