A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/09/2010 08:00

Crescem "cidades de lona" ao longo da BR-060

Redação

Acampadas às margens da BR-060, famílias montam mais uma cidade de lona com a bandeira sem-terra. Dois grupos se espalham pela rodovia, do lado direito e mais a frente do lado esquerdo, no sentido Campo Grande/Sidrolândia.

No primeiro acampamento, 120 famílias, mais de 500 pessoas, se aglomeram ao sol. Depois de 5 meses em estruturas de bambu, agora eles tentam ficar o menos vulnerável possível da ação do tempo. Os barracos que foram erguidos utilizando bambu, agora são desfeitos para darem lugar a habitações de madeira.

No local, muitas crianças e carros. No fim de semana era possível ver veículos pequenos e camionetes lotando o acostamento. Segundo as famílias, são carros de pessoas que colaboram com os sem-terra.

Entre os acampados a conversa é a mesma, não há previsão de conseguirem terra e deixarem a beira da rodovia. O acampamento tem aproximadamente 11 quilômetros de extensão e no fim de semana 5 homens organizavam o trabalho de reconstrução de barracos.

"Só é difícil se a pessoa quiser", afirma o acampado Manoel Vicente da Silva Sobrinho, 65 anos, "Se tiver má vontade tudo é difícil. Tem que encarar com fé e coragem".

O ex-borracheiro é divorciado e mora no acampamento com os dois filhos. Sobrinho diz estar, de certa forma, acostumado com as idas e vindas. Ele nasceu no estado de Alagoas e foi retirante até o interior de São Paulo. Anos mais tarde veio a Campo Grande em busca de melhores condições de vida, diz.

Vulnerável

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions