A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

16/03/2010 09:47

CRO faz alerta sobre falsos laboratórios de próteses

Redação

O Conselho Regional de Odontologia está alertando a população sobre os riscos de falsos laboratórios de prótese em bairros de Campo Grande e também em cidades do interior do Estado.

Segundo a entidade, na Capital há denúncias de que pelo menos 15 laboratórios de fundo de quintal funcionam em situação precária em várias regiões, como no Aero Rancho, Moreninhas, Santo Amaro, Coophasul e Nova Lima.

O CRO faz vistorias, acompanhado da Vigilância Sanitária e, em casos em que o responsável não é profissional habilitado a Polícia é acionada.

A entidade faz um alerta para que a população procure saber se o laboratório tem alvará sanitário e se o profissional tem registro no CRO. Os protéticos passam por curso técnico de duas mil horas e precisam ser inscritos no Conselho.

Eles são habilitados apenas para fazer a manipulação das próteses, não podem manipular a cavidade bucal do paciente, atribuição do dentista. Porém, muitas denúncias dão conta de que protéticos estão também tirando moldes.

O CRO alerta que o paciente corre risco de sofrer problemas decorrente de procedimentos incorretos, além da possibilidade de contaminação por doenças, como é o caso da hepatite C.

Outra situação que vem sendo bastante denunciada é que em consultórios deortodontia auxiliares dos profissionais têm feito a manutenção no lugar do profissional. Apesar do grande número de denúncias, até o momento não houve flagrante.

O apelo é para que as pessoas fiquem atentas e procurem sempre consultar a situação dos profissionais junto ao CRO.

Quanto à atuação dos "falsos dentistas", os chamados práticos, há várias denúncias também em cidades do interior, como Nioaque, Bonito e em assentamentos de Sidrolândia.

O telefone do CRO para denúncias é 3321-0149

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions