A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

26/01/2010 16:37

De olho na progressão, homem não recorre contra sentença

Redação

Condenado a 16 anos pelo assassinato de João Morel, Marcos Rogério de Lima, o Rogerinho, não vai recorrer da sentença do júri popular nesta terça-feira. Ele está de olho na progressão de pena, que deverá coloca-lo em liberdade em breve.

Atendendo a pedido do detento, o defensor público Humberto Bernardino Sena, não recorrerá contra a sentença do juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Carlos Alberto Garcete.

Rogerinho já cumpriu um sexto da pena, o que lhe dá direito de requerer a progressão. O assassino irá para o regime semi-aberto, depois o aberto e a liberdade condicional.

O quarto acusado pelo crime, Mauro Sérgio de Oliveira, o Maurinho, também preso, será julgado na quinta-feira.

Os outros dois condenados foram Odair Moreira da Silva, o Marreta, a 16 anos, e o narcotraficante Luis Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, a 15 anos.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions