A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Junho de 2018

10/06/2009 12:30

Defesa vai alegar insanidade de suspeito de matar garota

Redação

A estratégia da defesa do assistente administrativo Leonardo Leite Cardoso, 27 anos, é alegar insanidade mental.

De acordo com a advogada dele, Maria de Lourdes Terra, será apresentado um laudo médico que diz que Leonardo tem transtorno bipolar. "Está chegando um laudo do Rio de Janeiro que atesta que ele tem bipolaridade", diz.

Maria de Lourdes, que assistiu à reconstituição do crime, disse que ficou "chocada" com a "brutalidade" do assassinato.

Na versão do cliente dela, o acadêmico de Direito Fernando Pereira Verone, 19 anos, foi quem agrediu até a morte a garota de programa Claudinéia Rodrigues Mendes, a "Néia", 25 anos.

Já na versão de Fernando, foi Leonardo quem agrediu e matou sozinho "Néia". O frentista e estudante de Ciências Contábeis, Hugo Pereira da Silva, 19 anos, contou que Leonardo deu pedradas na cabeça da garota e que Fernando chutou a vagina dela.

Nessa terça-feira, o advogado de defesa de Fernando, Rui de Oliveira Luiz, disse que o cliente dele viu o crime, mas não participou das agressões. Rui, não assistiu a reconstituição, que foi acompanhada pelo advogado Djalma da Silva Santana, do escritório dele.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions