A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

31/03/2008 15:17

Déficit habitacional deve atingir 50 mil casas até 2010

Redação

Estimativa da Secretaria de Habitação de Mato Grosso do Sul aponta que, quando o atual governo terminar, no ano que vem, o déficit de moradias no Estado será de 50 mil. Hoje, ele é 80 mil, e a previsão desta administração é de que sejam construídas, nos quatro anos do governo André Puccinelli, 40 mil moradias.

O déficit vai chegar a 50 mil, como explica o secretário de habitação, Carlos Marun, porque ele não é estático, todos os dias evolui, com as novas famílias que se formam, por exemplo, ou com aquelas que chegam ao Estado, ou ainda as pessoas solteiras que decidem morar sozinhas.

Para ampliar a construção de casas, a aposta tem sido em programas voltados à habitação de baixa renda, como o que foi firmado nesta manhã com 34 municídios, prevendo investimentos do PSH (Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social), para construção de 4.522 moradias. A previsão é de que sejam investidos R$ 61 milhões.

Desse valor, em geral 50% são da União, via Caixa Econômica Federal, outros 25% do Estado e outros 25% das prefeituras. As moradias no campo (voltadas a índios, assentados e comunidades quilombolas) têm investimento maior do governo do Estado, de 50% da contrapartida.

Balanço

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions