A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

13/11/2008 17:40

Delcidio lança plano para recuperar o rio Taquari dia 8

Redação

O programa de ações de recuperação do Rio Taquari será lançado pelo senador Delcídio do Amaral (PT) em Corumbá, oeste do Estado, no próximo dia 8, em companhia de integrantes do Grupo de Trabalho Interministerial (GTI), do governo federal. O rio é um dos principais afluentes da bacia hidrográfica da planície pantaneira e ao longo dos 30 anos passados o rio sofre um processo de assoreamento considerado como um dos maiores desastres ecológicos do país.

O senador está trabalhando no Orçamento da União de 2009, no sentido de captar recursos para as ações definidas no relatório. \"Estou empenhado em liberar verbas ainda este ano, através de emendas de bancada minhas e do deputado Biffi, para iniciarmos definitivamente a recuperação do rio, sem dúvida alguma, o maior desafio que temos pela frente para proteger o Pantanal e o homem pantaneiro\", disse o senador.

O governo federal, a pedido de Delcídio, assumiu o compromisso de intervir tecnicamente para salvar o rio e recuperar também uma porção expressiva do Pantanal, hoje inundada permanentemente. Com esse objetivo foi criado, no âmbito da Presidência da República, o Grupo de Trabalho Interministerial, que norteia as intervenções no rio.

Entre as ações a serem anunciadas no dia 8 de dezembro, em Corumbá, está a criação de um comitê gestor com atribuições normativas, deliberativas e consultivas para gerenciar o programa. O colegiado terá a participação dos ministérios e entidades que integram o GTI.

Os primeiros estudos para subsidiar as intervenções no Rio Taquari estão sendo desenvolvidos pela AIHPAR (Administração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraguai), que já concluiu o diagnóstico ambiental e em janeiro apresenta as recomendações que darão embasamento às medidas que visam melhorar a navegação, com o fechamento dos locais arrombados e a dragagem do canal.

A segunda etapa do trabalho começa esta semana, com sobrevôos no trecho a ser recuperado - da Boca do Zé da Costa ao Caronal - para levantamento de banco de dados, com acompanhamento por terra de uma equipe responsável pelo serviço de batimetria. O Ministério dos Transportes investe R$ 600 mil nesse estudo de viabilidade técnico-ambiental.

Com informações da AIHPAR.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions