A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

01/07/2010 18:56

Delegado diz que pode ser difícil encontrar Eliza viva

Redação

O delegado do Departamento de Investigações de Belo Horizonte (MG), Edson Moreira, disse na tarde desta quinta-feira que a cada dia que passa fica mais difícil encontrar viva Eliza Samudio, ex-namorada do goleiro Bruno desaparecida há três semanas. A declaração foi feita durante uma entrevista coletiva, em Belo Horizonte, sobre a investigação do desaparecimento da estudante.

Conforme a Globo de Minas, Moreira afirmou, mais uma vez, que ainda não tem previsão para intimar o goleiro Bruno a depor. Ele disse que o jogador será chamado na hora certa.

A polícia informou que pediu as imagens das câmeras de segurança do condomínio Turmalinas, em Esmeraldas (MG), para verificar a movimentação do sítio de Bruno. O delegado declarou que a Polícia Civil de Minas Gerais conta com a ajuda das polícias de outros lugares, mas não deixou claro quais corporações estão envolvidas na investigação.

A perícia tem de 15 a 20 dias para entregar o laudo sobre o exame dos vestígios de sangue coletados no Range Rover do goleiro Bruno.

Abortivos - Nesta quinta, a polícia do Rio de Janeiro confirmou que foram encontradas substâncias abortivas na urina de Eliza. O material havia sido colhido em outubro do ano passado, depois que a jovem denunciou o goleiro do Flamengo de tê-la sequestrado, agredido e tentado fazê-la abortar o filho que seria dos dois. Agora, o material passará por novo exame na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) para comprovação, já que o uso simultâneo de cigarro e bebida também pode produzir essa substância.

De acordo com a polícia, o desaparecimento da jovem começou a ser investigado após denúncias de que ela havia sido agredida no sítio de Bruno, em Esmeraldas. A polícia recebeu as denúncias no dia 24 de junho. Policiais e peritos fizeram buscas no sítio entre a tarde de segunda-feira e a madrugada de terça.

O bebê de 4 meses de Eliza esteve no sítio, segundo a polícia. Na madrugada de domingo (27), o menino foi encontrado na casa de uma mulher desconhecida e levado a um abrigo. O pai de Eliza buscou a criança e a levou para Foz do Iguaçu (PR), onde mora.

Ainda segundo a polícia, Dayane Souza, mulher de Bruno, teria tentado esconder o bebê na casa de conhecidos. Ela foi autuada em flagrante por subtração de incapaz.

Família - Sonia de Fátima Moura, mãe de Eliza Samudio, ex-namorada do goleiro Bruno, do Flamengo, entrará com ação na Justiça solicitando a guarda do neto. A ação pode ser o primeiro passo para uma briga judicial pela custódia da criança.

Sonia mora em um sítio em Anhanduí, distrito de Campo Grande. Ela está muito abalada emocionalmente, segundo uma advogada.

Luis Carlos Samudio, pai de Eliza e responsável pela criança, garante que também entrará com pedido de guarda definitiva do neto. "O bebê é uma luz que apareceu na nossa vida, a parte boa que a gente conseguiu recuperar. Ele nos dá força todos os dias", afirma o avô.

Eliza mora com o pai desde os 5 meses, logo após a separação. Aos 15 anos, de acordo com Luis Carlos Samudio, foi morar com a mãe em Mato Grosso do Sul. "Ela queria ficar um tempo com a Sonia, mas não deu certo. O marido dela não a quis. Ela foi obrigada a embarcar a Eliza de volta para casa no meio da madrugada".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions