A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/09/2013 09:48

Desempregado, mecânico é preso com 12 quilos de cocaína na Capital

Graziela Rezende
Droga estava escondida no tanque de combustível do carro. Foto: Pedro PeraltaDroga estava escondida no tanque de combustível do carro. Foto: Pedro Peralta

Desempregado, Elcio do Nascimento Sanches, 36 anos, aceitou uma “proposta” para transportar droga. Ele foi preso por policiais da Denar (Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico), na noite de ontem (16). A princípio, ele negou o crime, mas logo depois confessou estar em posse de 12,2 quilos de cocaína no tanque de combustível do veículo.

O traficante estava acompanhado da namorada, uma jovem de 29 anos. Eles buscaram a “encomenda” em Ponta Porã, a 323 quilômetros da Capital, em um veículo Ford Eco Sport e foram abordados na BR-060, próximo a uma Estação de Gás. A Polícia então recebeu uma denúncia e fez uma barreira no local.

Entrevistados, ambos demonstraram grande contradição. “As histórias eram convergentes e então decidimos encaminhá-los para a delegacia. Elcio, que é mecânico e havia escondido muito bem a droga, confessou o crime. Já a mulher disse apenas que estava acompanhando o autor e foi liberada”, explica o delegado Rodrigo Yassaka, titular da Denar.

Além de confessar o tráfico, Elcio disse que o veículo também foi pego em Ponta Porã e estava em nome de terceiros. “Ele receberia R$ 5 mil para deixar o veículo no estacionamento do Atacadão”, conta o delegado, ressaltando que Elcio já possui uma passagem pelo mesmo crime no Paraná.

A pena é de cinco a quinze anos de reclusão. Em dois meses e meio como titular da Denar, o delegado diz que esta seria a terceira maior apreensão da delegacia este ano. A primeira foi de uma boliviana em posse de 15 kg da droga. Já a segunda seria de uma traficante de 29 anos, que estava com 14 kg de cocaína e revendia a “boqueiros” da região Sul da cidade.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...


Não tenho dó e muito menos pena, apenas acho 15 anos muito pouco para uma pessoa dessas ficar preso, imagina quantas famílias seriam destruídas por essa droga, amanha ou depois um filho um parente ou um amigo pode se perder por causa da droga que ele transportava, pelo simples fato dele dizer que não tem emprego, mas é muito cara de pau.
 
Itamar Fernandes em 17/09/2013 13:15:27
Parabéns mas uma vez pelo excelente trabalho de tirar de circulação mas um traficante ou mula e as familías campongrandenses agradeçem pela seriedade do denar e vamos a captrua de maissss traficantes e cadeia prá eles muitos anos fora da sociedade.
 
mário leite em 17/09/2013 12:55:22
De certa maneira ele se deu muito bem, pois já que estava desempregado e provavelmente passando por dificuldades e quiça até fome, o coitado agora vai ser suprido em suas necessidades pelo Estado e por todos nós contribuintes, já que terá três refeições diárias, banho de sol, visitas da namorada, atendimento médico, etc. Não me importo de ficar muitos e muitos anos "contribuindo" com a estadia dele no cárcere...
 
Erudilho Nabuco em 17/09/2013 11:43:16
É verdade o desemprego foi msm a desculpa pra ganhar dinheiro rápido e fácil...
 
Douglas Augusto em 17/09/2013 10:45:11
Desempregado foi a desculpa para fazer algo e ganhar mais rápido e com facilidade. Emprego há para todos que querem trabalhar.
 
luis alves em 17/09/2013 10:29:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions