A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

01/05/2008 12:27

Dia do Trabalho: ato lembra denúncias contra usinas

Redação

Cerca de dez entidades ligadas à CMS (Central dos Movimentos Populares) fizeram nesta manhã um ato no bairro jardim das Hortênsias, em Campo Grande, relativo ao Dia do Trabalho.

Houve uma concentração no parque Ayrton Senna, no Jardim Aero Rancho, e em seguida os participantes, cerca de cem pessoas, foram para a Igreja Divino Espírito Santo, onde houve um ato público e uma missa em homenagem aos trabalhadores.

Faixas e cartazes lembravam problemas que são apontados pelos participantes do ato como os mais graves atualmente para o trabalhador no Estado.

Os discursos enfatizram os casos de pessoas resgatadas em situação considerada análoga à escravidão. Foram 1,7 mil no ano passado, mil delas em usinas de cana-de-açúcar, uma atividade que explora principalmente a mão-de-obra indígena

Além das usinas, as denúncias contra carvoarias também foram citadas.

Entre os manifestantes, demissões no transporte coletivo foram criticadas por um participante que usava uma roupa fúnebre, com direito à mascara da morte, e a um caixão, onde, simbolicamente, foram enterrados os empregos perdidos no setor.

A coordenadora da CMS, a professora Antônia Joana da Silva, afirmou que é o segundo ano seguido que o ato na região e que a intenção dos organizadores é justamente fazer a manifestação em bairros para descentralizar a discussão sobre os temas que envolvem o trabalhador.

Segundo ela, a preocupação é em gerar reflexão nas pessoas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions