A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

20/02/2009 08:08

Diesel e salário encareceram o passe de ônibus, diz Trad

Redação

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), disse esta manhã, durante entrega de uniformes no Ceinf no bairro Estrela do Sul, que o aumento no preço do óleo diesel e salário dos trabalhadores foram os principais responsáveis pelo reajuste de 8,6% no vale transporte, que entra em vigor no dia 1º de março.

Segundo o prefeito, as empresas pleiteavam passagem a R$ 2,70, mas após negociação foi possível chegar aos R$ 2,50. Esse é o valor para quem paga em dinheiro. Hoje esse mesmo usuário precisa desembolsar R$ 2,30, ou seja, R$ 0,20 a menos.

Para quem tem o cartão temporal o passe vai custar R$ 2,30 contra os atuais R$ 2,20 e entre 8h e 10h59 há desconto de R$ 0,10.

Trad explicou que o preço do diesel desde a última revisão, há um ano, saltou de R$ 1,86, em média a R$ 2,06. Já o reajuste no salário mínimo foi de 12,5%.

O prefeito ressaltou que hoje a frota é de 535 veículos, com idade média de 4,4 anos, que transportam diariamente 300 mil passageiros. Destes, 210 mil são pagantes. As empresas disponibilizam 5.368 horários e 162 linhas.

Ministério Público faz contrato de R$ 3 milhões com empresa de informática
O MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) firmou contrato de R$ 3,3 milhões com a empresa Click Ti Tecnologia Ltda. Com validade de seis me...
Novos critérios definem morte encefálica e afetam doação de órgãos
O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou hoje (12) critérios mais rígidos para definir morte encefálica. A mudança nos procedimentos tem impacto...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions