A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

23/01/2018 18:09

Doação de sangue precisa ocorrer antes de vacina contra febre amarela

Alerta ocorre para não faltar estoque no período crítico do Carnaval

Kleber Clajus
Ano passado houveram 2,3 mil casos da doença no país, com 300 mortes em oito meses (Foto: Arquivo/Campo Grande News)Ano passado houveram 2,3 mil casos da doença no país, com 300 mortes em oito meses (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Doador de sangue deve procurar o hemocentro de sua cidade antes de se vacinar contra a febre amarela. Isso porque após a imunização será preciso aguardar quatro semanas para realizar o procedimento. Orientação é reforçada pelo Hemossul, de Mato Grosso do Sul.

"Pedimos para que antes de vacinar venham doar, porém são considerados inaptos os que vivem em áreas silvestres e não tenham sido vacinados, assim como aqueles que viajaram para áreas suspeitas e também não tinham sido imunizados", pontuou a gerente técnica da hemorrede Marina Torres. "Temos o feriado de Carnaval e estoque crítico de O negativo".

Quem teve diagnóstico clínico da doença fica inabilitado por seis meses após recuperar-se. Nota técnica da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), junto com o Ministério da Saúde, esclareceu em fevereiro do ano passado que não existem evidências de transmissão do vírus da febre amarela por transfusão, ante relatos posteriores a vacinação de doadores. 

Ricardo Barros, ministro da Saúde, recomendou durante coletiva nesta terça-feira (23) que as pessoas se vacinem antes de viajar durante o período de carnaval para regiões de mata ou onde há risco de contaminação com pelo menos dez dias antes do deslocamento. Ano passado houveram 2,3 mil casos da doença no país, com 300 mortes em oito meses.

Critérios - Interessados em doar sangue devem se atentar a idade entre 16 e 69 anos, com autorização dos pais quando adolescente, além de peso superior a 55 quilos. É preciso estar bem alimentado, indicar doenças que se tenha e os medicamentos de uso contínuo. Vacinas impedem temporariamente a doação, que pode ocorrer em intervalos de dois meses para os homens, três para mulheres e após os 60 anos somente a cada seis meses nos dois casos.

Na chegada ao hemocentro serão requeridos ainda um documento de identificação original com foto, como a carteira de identidade ou motorista. Doação, em Campo Grande, pode ser agendada pelo telefone 3312-1509 e será realizada na Avenida Fernando Corrêa da Costa, n° 1304, no Centro, de segunda a sexta-feira das 7h às 17h e aos sábados das 7h às 12h.

Também existem outras unidades operando durante a semana na Capital. Caso da Santa Casa que atende das 7h às 11h e das 13h às 16h na Rua Eduardo Santos Pereira, 88, bem como do Hospital Regional das 7h às 12h na Rua Engenheiro Lutherio Lopes, 36.

Coleta no interior está presente, de segunda à sexta-feira das 7h às 12h, em Dourados (Rua Waldomiro de Souza, n° 295), Ponta Porã (Rua Sete de Setembro, s/n), Três Lagoas (Rua Manoel Rodrigues Artez, n° 520) e Paranaíba (Rua Selma Martins de Oliveira, n° 335).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions