A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

17/06/2010 15:57

Droga gerenciada por presos entrava por Coronel Sapucaia

Redação

A Polícia Federal do Rio de Janeiro detalhou na tarde de hoje a Operação Patente para desarticular organização criminosa, chefiada por bandidos que estavam em penitenciárias, responsável pelo tráfico internacional de armas e drogas.

Segundo a superintendência no RJ, o entorpecente vinha do Paraguai e entrava no Brasil por Coronel Sapucaia, município sul-mato-grossense a 400 quilômetros de Campo Grande.

A operação investigou e detectou constantes viajantes dos membros do grupo criminoso para o município da fronteira com o Paraguai, ao lado da cidade de Capitan Bado.

De dentro dos presídios, os bandidos organizavam as operações de transporte da droga e chefiavam esquema de pagamento de propina para policiais. Os criminosos tem ligação com o Comando Vermelho. A PF afirmou em entrevista coletiva que determinadas celas funcionavam como "escritórios do crime".

Foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão nas cidades do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Petrópolis e São Paulo. Outras 15 ordens de prisão foram executadas, incluindo de uma advogada ligada ao grupo e cinco mandados foram expedidos para presídios, uma vez que os autores já se encontram presos por outros crimes.

Não houve prisões ou apreensões em Mato Grosso do Sul, que servia como corredor da droga.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions