A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

26/08/2008 13:38

Em cinco dias de operação, PMA detém seis pessoas

Redação

Uma operação fluvial e terrestre da PMA (Polícia Militar Ambiental), realizada no dia 21 de agosto e finalizada ao meio-dia de hoje resultou na prisão de seis pessoas, na região do parque Várzeas do Ivinhema, unidade de conservação de âmbito estadual, na divisa de Mato Grosso do Sul com o Paraná.

Seis equipes compostas por policiais de Dourados, Campo Grande e Mundo Novo foram disponibilizadas para a operação que identificou pesca predatória, extração irregular de madeira, posse irregular de arma e presença de gado na região.

A PMA informou que a criação de rebanhos em áreas de conservação é proibida, mas como não conseguiu localizar os donos do gado, repassou a denúncia à administração do parque para que sejam encontrados e responsabilizados.

Portando arma e petrechos ilegais de pesca, Luiz Carrilho foi preso por uma equipe que fiscalizava o rio Guiraí. Autuado em flagrante e multado em R$ 800, ele levava uma espingarda calibre 36, duas redes e cinco anzóis de galho para prática de pesca predatória e caça.

Também por pesca predatória, os irmãos Genaldo e Ginaldo dos Santos junto a Leandro Ferreira Braz foram detidos no rio Paraná e multados em R$ 800, cada. O trio portava oito redes, três molinetes, uma fisga, um espinhel com 40 anzóis, 40 anzóis de galho, duas espingardas calibre 32, quatro projéteis do mesmo calibre.

Os policiais ainda recolheram armados no rio cinco espinhéis com 142 anzóis, 212 anzóis de galho, dez redes de pesca e dois espinhéis de 150 metros cada. Já nos rios Vacaria e Ivinhema a PMA localizou 60 anzóis de galho, três redes de pesca e dois espinhéis.

Ainda foram recolhidos, em terra, no assentamento Santa Rosa, Lenaldo da Luz e Raimundo dos Santos. Eles eram donos de 111 lascas de madeira extraídas ilegalmente, que foram encontradas em um depósito. Cada autuado recebeu multa de R$ 300.

Todos foram enviados à delegacia de Polícia Civil de Itaquiraí, a 345 quilômetros de Campo Grande.

Rodovias federais de MS tiveram 162 mortes e 390 feridos graves em 2017
As rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul registram 1.928 acidentes durante o ano passado, sendo que destes resultaram 390 vítimas feridas g...
Carreta da Justiça retorna atendimentos semana que vem em Ladário
O calendário de viagens da Carreta da Justiça, projeto do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), será retomado começa na próxima segunda-...
Número de acidentes e mortes em rodovias federais cai em 2017
A falta de atenção dos motoristas brasileiros foi a principal causa dos acidentes de trânsito ocorridos ao longo do ano passado, segundo a Polícia Ro...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions