A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/11/2010 13:10

Em documento, índios Guarani exigem demarcação imediata

Redação

Por meio de documento endereçado aos governos de Brasil, Bolívia, Argentina e Paraguai, índios Guarani exigem a demarcação imediata de todas as terras e territórios.

No caso das terras no Brasil, eles pedem que o STF (Supremo Tribunal Federal) julgue imediatamente todos os processos de demarcação em Mato Grosso do Sul, "respeitando o artigo 231 da Constituição Federal de 1988". O artigo reconhece aos índios a organização social, costumes, línguas, crenças e tradições, e os direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam.

"A terra sagrada é a vida para nossos povos", dizem os índios, no documento. "A Nação Guarani, a partir da sua cosmovisão, sempre buscou evitar confrontações com os que se apropriaram de seu território, de forma violenta na maioria das vezes".

A carta é resultado do III Encontro Continental do Povo Guarani, em Assunção (PY). O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, já recebeu o documento.

Ainda na carta, os índios pedem que os governos dos quatro países reconheçam como Nação Guarani as comunidades daquela etnia e a condição de transterritoriais e transfronteiriços e que tenham os mesmos direitos de saúde, educação e trabalho nos quatro países.

Leia o documento na íntegra:

DOCUMENTO FINAL DO III ENCONTRO CONTINENTAL DO POVO GUARANI

ASSUN

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions