A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

22/11/2010 13:10

Em documento, índios Guarani exigem demarcação imediata

Redação

Por meio de documento endereçado aos governos de Brasil, Bolívia, Argentina e Paraguai, índios Guarani exigem a demarcação imediata de todas as terras e territórios.

No caso das terras no Brasil, eles pedem que o STF (Supremo Tribunal Federal) julgue imediatamente todos os processos de demarcação em Mato Grosso do Sul, "respeitando o artigo 231 da Constituição Federal de 1988". O artigo reconhece aos índios a organização social, costumes, línguas, crenças e tradições, e os direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam.

"A terra sagrada é a vida para nossos povos", dizem os índios, no documento. "A Nação Guarani, a partir da sua cosmovisão, sempre buscou evitar confrontações com os que se apropriaram de seu território, de forma violenta na maioria das vezes".

A carta é resultado do III Encontro Continental do Povo Guarani, em Assunção (PY). O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, já recebeu o documento.

Ainda na carta, os índios pedem que os governos dos quatro países reconheçam como Nação Guarani as comunidades daquela etnia e a condição de transterritoriais e transfronteiriços e que tenham os mesmos direitos de saúde, educação e trabalho nos quatro países.

Leia o documento na íntegra:

DOCUMENTO FINAL DO III ENCONTRO CONTINENTAL DO POVO GUARANI

ASSUN

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions