A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

13/12/2010 10:18

Em velório, família isenta piloto campo-grandense de culpa pelo acidente

Ricardo Campos Jr. e Carlos Martins

Para irmã, piloto fez tudo o que podia para salvar os passageiros

Grande número de pessoas, entre familiares e amigos, lotaram a capela onde é feito o velório do piloto. Grande número de pessoas, entre familiares e amigos, lotaram a capela onde é feito o velório do piloto.

Familiares do piloto João Vicente Guimarães Granha, morador de Campo Grande e morto em um acidente de avião em Minas Gerais, afirmam que o acidente foi uma fatalidade e que João fez todos os procedimentos cabíveis para tentar salvar os ocupantes da aeronave.

A irmã do piloto Rita Lélia Guimarães Granha, diz que chegou a conversar com representantes do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos) para saber a respeito das circunstâncias da queda do bimotor.

“No local existem claros indícios que ele fez os procedimentos corretos e procurou lugar para fazer pouso de emergência. Teria sido perfeito se não fosse o fato de os tanques estarem cheios, o que causou a explosão”, relata Rita.

Ela conta ainda que o irmão tinha 15 anos de profissão, tendo, inclusive, participado de capacitações no exterior. Vários amigos dele, também pilotos, compareceram no velório na manhã desta segunda-feira no cemitério Jardim das Palmeiras. “Ele era muito querido entre a classe”, diz Rita.

Despedida - Um grande número de pessoas, entre parentes e amigos, lotou a capela onde o corpo está sendo velado. A aglomeração era tanta que quase era impossível entrar no recinto.

Inicialmente o enterro estava marcado para às 9 horas mas houve atraso. Dos familiares estavam presentes os irmãos, tios e a esposa. João não tinha filhos.

Parentes se abraçam em velório de piloto. (João Garrigó).Parentes se abraçam em velório de piloto. (João Garrigó).

Acidente- O monomotor pilotado por João levaria uma equipe de reportagem da LBV (Legião da Boa Vontade) para acompanhar a entrega de mais de 70 mil cestas de alimentos da Campanha do Natal Permanente da Legião da Boa Vontade a famílias de mais de 170 cidades do País.

Eles viajariam de Vitória (ES) a Brasília (DF), mas o acidente aconteceu em uma lavoura de café na cidade de Bom Jesus do Galho, município rural que faz divisa com Ipatinga (MG). Morreram também a repórter Belkis Faria, 35 anos, o fotógrafo Clayton Ferreira, 25 anos, e o cinegrafista Rodrigo Mafra, 26 anos.

O diretor-executivo da LBV, Paulo Duarte Pereira, que também estava na aeronave, está se recuperando do acidente.

A pedido da família, João foi transferido para um hospital em Vitória (ES) onde um dos irmãos dele trabalha como médico. A esperança era proporcionar melhores condições de sobrevivência.



Olá o piloto João Vicente foi um grande piloto e um grande amigo meu nós fizemos o curso de piloto agrícola junto em Cachoeira do Sul RS em 2001 e desde essa época cultivamos a nossa amizade foi uma grande fatalidade perder um amigo irmão como ele era para mim, sempre estavamos junto nos congresso de aviação agricola e sempre que eu ia há Campo Grande fazer exame médico, na Base Aérea eu ficava na casa dele, então eu perdi e todos aqueles que o admiravam ele!! grande amigo, Deus quis assim!!! um grande abraço a vcs por fazer essa reportagem e agente poder aconpanhar pois eu moro em Lucas do Rio Verde MT. grato até!!!
 
Manoel Divino da Silva em 14/12/2010 05:04:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions