A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/07/2010 14:20

Emha não tem previsão para retirar famílias do Guanandi

Redação

Famílias que tiveram as residências condenadas pela Defesa Civil por conta da rachaduras no bairro Guanandi esperam há 3 meses por remoção.

O problema ocorreu por causa da passagem de galerias pluviais embaixo das casas e as pessoas não têm previsão de quando serão retiradas. A Emha (Agência Municipal de Habitação) informou que está buscando recursos para oferecer uma alternativa à situação.

De acordo com laudo da Defesa Civil municipal, 35 pessoas estão vivendo em situação de risco no loteamento Dona Neta, no bairro Guanandi, próximo à Avenida Manoel da Costa Lima. Em abril deste ano, uma vistoria foi realizada e constatou-se a situação precária das famílias, que residem no local há mais de 20 anos.

Após a vistoria, a Defesa Civil comunicou a Semadur (Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) para que fossem tomadas providências para retirada das famílias. A passagem da galeria pluvial força a população do local a conviver com cheiro de esgoto, rachaduras e infiltrações nas casas e insetos peçonhentos.

Fixa

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions