A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

01/08/2008 18:24

Empresários do carvão em MS se reúnem com o IBAMA

Redação

O Sindicarv (Sindicato das Industrias e dos Produtores de Carvão Vegetal em Mato Grosso do Sul) se reuniu hoje às 17 horas com o Superintendente do IBAMA, Davi Lourenço, para reclamar dos embargos sofridos pelas carvoarias em Mato Grosso do Sul. O sindicato, que conta com 70 filiados, foi criado em 12 de julho, após o acirramento das operações de fiscalização do IBAMA e de investigação da Polícia Federal.

Segundo o presidente do Sindicarv, Marcos José Brito, os autos de infração que têm originado o bloqueio da emissão DOF (Documento de Origem Florestal) registram motivos vagos, e o prazo que teriam, de pelo menos vinte dias, para a defesa após o auto de infração não está sendo respeitado, "somos notificados de manhã, e de tarde a empresa é embargada", diz Marcos.

O presidente do sindicato diz que a superintendência do IBAMA montou uma força-tarefa para a análise da situação, e que já foram encontradas irregularidades no processo que resultou no embargo de pelo menos três empresas, que por isso devem ser liberadas na segunda-feira. Marcos José acredita que a liberação das três primeiras deve gerar um efeito dominó em relação a outros 37 processos de produtores filiados ao sindicato. "São situações similares", diz.

Fogo Amigo - "Acho que estamos recebendo um fogo amigo do Ibama, nós somos empresas que operam em total legalidade, temos feito esforço para ampliar nosso relacionamento com os poderes públicos responsáveis, mas temos encontrado uma resistência muito grande devida a setores isolados da fiscalização, e que nos parece perseguição, até porque todos os produtores embargados vendem para uma única empresa, a MMX", diz Marcos Brito.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions