A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Julho de 2018

13/07/2009 14:30

Erosão do Taquaral Bosque vira lixão e atrai catadores

Redação

Problema antigo da Capital, a cratera do bairro Taquaral Bosque ganhou uma nova "utilidade" nos últimos meses. Depois que as famílias que viviam na região foram removidas para casas da Emha (Empresa Municipal de Habitação), pela falta de segurança da área, a erosão se transformou em depósito de lixo.

E o novo lixão já tem atraído catadores das redondezas. Doralice Ferreira de Oliveira, de 52 anos, conta que deixou de catar materiais recicláveis pelas ruas e agora trabalha somente na erosão. "Aqui rende mais, chego a ganhar R$ 300,00 por mês", conta.

Além dela, pelo menos outros dois catadores vão ao local diariamente. Entretanto, eles preferem não revelar detalhes do trabalho na área.

Inadequado - Moradores contam que logo que passou a ser usada como lixão, a erosão passou a receber todo tipo de lixo, de orgânico a hospitalar. Quando chovia, o mau cheiro exalava pelo bairro.

Para resolver o problema, a Prefeitura mandou um vigia para que cuidasse da área. A partir daí, os materiais despejados passaram a ser "selecionados".

De acordo com a 'vizinhança', isso melhorou a situação no local. "Agora já não tem tanto problema", pontua a moradora Eliane Ortega.

Mas, ela afirma que a utilização feita da cratera 'não é apropriada'.

Já o morador Francisco Muller, de 80 anos, é mais enérgico e pede providências. "Não adianta jogar o lixo no buraco", reclama.

Segundo ele, a prefeitura disse que jogaria "terra no local e não lixo".

Histórico - Quando a cratera passou a ameaçar as casas, em março, a prefeitura anunciou que usaria 50 caminhões de terra e pedra para tampar, mesmo que parcialmente a voçoroca de oito metros de profundidade, vinte de largura e 350 de comprimento.

Desde o dia 26 de fevereiro as famílias esperavam providências, e alguns começara a se mudar por conta própria, diante do medo do desabamento.

O problema começou depois de obras, quando foram instaladas duas linhas coletoras de esgoto, que fazem o escoamento dos bairros Montevidéu, Estrela Dalva e no próprio Taquaral Bosque.

Mudam a partir desta quinta valores para licitação no País todo
Entra em vigor nesta quinta-feira (19) o Decreto nº 9.412/2018 que altera todos os preços das modalidades de licitação no Brasil. Além da correção da...
IFMS divulga resultado de seleção com 71 vagas para cursos de graduação
O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou o resultado preliminar do processo seletivo para 71 vagas remanescentes em cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions