A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

21/03/2013 10:10

Esnobado por Bernal, PSDB pediu redução na tarifa de ônibus

Edivaldo Bitencourt e Jéssica Benitez
Bernal não respondeu aos pedidos do PSDB (Vanderlei Aparecido)Bernal não respondeu aos pedidos do PSDB (Vanderlei Aparecido)

Uma das condições para o PSDB continuar na base aliada do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), foi a redução na tarifa do transporte coletivo urbano. No entanto, os tucanos sentem-se excluídos, porque não tiveram a resposta do chefe do executivo, sobre uma carta de condições para manter o apoio.

Um dos itens foi a diminuição do preço pago pelos usuários do transporte coletivo, em R$ 2,85. O prefeito confirmou que iniciou os estudos para promover o reajuste na tarifa paga por cerca de 190 mil passageiros diariamente. A data base do aumento na passagem é março.

Se for repor a inflação, de, 6,15% nos últimos 12 meses e sem considerar o aumento do óleo diesel, de 14% neste ano, o valor da passagem deve atingir R$ 3,00. Ontem, o prefeito afirmou que este valor é “muito caro”.

Além da redução da tarifa, segundo o presidente regional do PSDB, Reinaldo Azambuja, os tucanos pediram o congelamento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e o fim da cobrança da contribuição de melhoria (taxa do asfalto). Bernal sinalizou, nesta quarta-feira, que não suspenderá a cobrança da impopular taxa de asfalto.

Independente – O PSDB só não integra a base porque o prefeito não quer. “O Bernal não quis que a gente entrasse”, afirmou o tucano, na manhã de hoje, na Assembleia Legislativa. A postura dos vereadores do partido será de independência na Câmara Municipal.

Azambuja, que declarou apoio ao prefeito no segundo turno no ano passado, disse que “quem governa, sabe com quem quer governar”.

O tucano lamentou o comportamento do prefeito, que declarou guerra aos vereadores. “É pena o comportamento dele, se ele aceitasse sugestões, teria menos erros”, afirmou.

Ontem, o Tribunal de Contas do Estado determinou devassa nos contratos realizados pelo prefeito. A conselheira Marisa Serrano determinou a apuração da denúncia de irregularidades na compra de combustíveis e da utilização de recursos sem aprovação da Câmara Municipal.

O MPE (Ministério Público Estadual) também investiga as mesmas irregularidades e até suspeita de enriquecimento ilícito. Bernal comprou um apartamento de luxo neste ano, na região do Shopping Campo Grande, por R$ 1,7 milhão.



BOM DIA, O PSDB ESTÁ COM DOR DE COTOVELO PORQUE NÃO TEM PASTA? E O BERNAL? PROQUE SERÁ QUE BRIGOU COM O PSDB?
SÃO TANTAS QUESTÕES, PERGUNTAS, QUE FICAMOS SÓ ASSISTINDO O QUE PARTIDO DO BERNAL, OS DONOS DE LEGENDAS E OS PRETENSOS CANDIDATOS SE MATANDO ENTRE SI POR CADEIRAS, SEM SE IMPORTAR COM TODO O OCNJUNTO DA OBRA...E O BERNAL???? FICA, SAI, CONTINUA, MUDA, E OS PARTIDOS? ALIADOS? ONDE E QUANDO? DE QUEM? PRA QUEM? O QUE QUEREM AFINAL? E O BERNAL? FICA OLHANDO, ATACANDO, DESFAZENDO, DESCONSTRUINDO NOSSA CIDADE E O QUE MAIS?
 
LOADIR APARECIDA SILVA em 21/03/2013 11:44:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions