A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

10/01/2018 13:46

Estado contratou R$ 2,2 bilhões do FCO nos setores rural e empresarial

Total representa 97,8% da meta estipulada para o período. Fundo disponibilizou R$ 2,3 bilhões.

Anahi Gurgel
Reflorestamento em MS foi um dos principais direcionamentos de recursos do FCO em 2017. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)Reflorestamento em MS foi um dos principais direcionamentos de recursos do FCO em 2017. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Em 2017, Mato Grosso do Sul contratou R$ 2,25 bilhões dos recursos do FCO (Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Centro-Oeste) – o que representa 97,8% da meta de aplicação, considerando o total de R$ 2,33 bilhões disponíveis no período.

Os contratos integram projetos dos setores rural e empresarial, com ampliação ou instalação de empreendimentos até o dia 29 de dezembro do ano passado.

Foram R$ 2,150 bilhões contratados junto ao Banco do Brasil, R$ 61 milhões junto ao BRDE e R$ 14 milhões junto ao Sicredi. No total, foram contratados R$ 2,225 bilhões junto ao FCO, em 6.537 operações financeiras realizadas desde janeiro do ano panterior. 

Destaca-se a contratação de recursos para todos os 79 municípios, com volumes mais expresivos para Dourados, com R$ 218,4 mil, Campo Grande com R$ 154,3 mil, Chapadão do Sul com total de R$ 92,2 mil, Maracaju com R$ 87,6 mil e Itaporã R$ 66,9 mil.

Também foram contratados para Três Lagoas R$ 63,9 mil, Ponta Porã de R$ 61,9 mil, Sidrolândia de R$ 43,4 mil, Corumbá R$ 39,7 mil e Laguna Carapã total de R$ 37,4 mil.

De acordo com balanço da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), ao longo de 2017 foram realizadas 21 reuniões do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO, com 521 análises de cartas-consulta e apreciados projetos de R$ 1,5 bilhão.

O setor rural foi responsável por 64%, com destaque para projetos de reflorestamento e recuperação de pastagens, renovação de lavoura de cana-de-açúcar, aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas. O segmento empresarial abocanhou 36% das contratações, principalmente em projetos de centros de distribuição.

Para 2018, Mato Grosso do Sul terá R$ 2.219.660.940,81 disponíveis no FCO. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions