A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

03/09/2008 15:17

Estado e Exército fecham acordo para futuro do aeroporto

Redação

O governo estadual firmou uma permuta hoje com o CMO (Comando Militar do Oeste) para garantir uma área que futuramente será destinada a Infraero para a ampliação do Aeroporto Internacional de Campo Grande, também com construção de terminal de cargas.

Participaram do encontro na tarde de hoje, o governador André Puccinelli, o diretor de Operações da Infraero, o brigadeiro Cleonilson Nicácio e o comandante do CMO, general de Exército Rui Alves Catão.

Com o acordo, o Exército vai ceder um terreno 1,2 milhão de metros quadrados, onde hoje constrói o Bavex (Batalhão de Aviação do Exército), de vai receber 888 mil metros quadrados do Estado.

O governo também vai arcar com o que o CMO já gastou em parte das obras, iniciadas perto do Aeroporto, cerca de R$ 300 mil com terraplanagem, cerca e cascalhamento nas ruas de acesso. A unidade do CMO é para poder abrigar 42 grandes aeronaves militares.

Longo prazo - A área repassada pelo Exército não será utilizada agora, mas diante do projeto de ocupação do terreno para o novo batalhão, o Estado argumenta que teve de agir rápido, para evitar que no futuro faltasse espaço para ampliação do aeroporto.

A idéia é planeja o uso da região, para que a cidade não enfrente problemas como outras capitais, sem condições de aumentar as áreas de pouso e decolagem.

A previsão é de que os investimentos aconteçam na medida em que o fluxo de passageiros aumente, com a implantação de estrutura, em várias etapas, até que seja suficiente para atender 50 milhões de pessoas ao ano.

Em 2007, foram 755,4 mil passageiros no ano que passaram por Campo Grande. O Brasil inteiro movimentou 110 milhões.

Mesmo assim, os projetos já existem e são de construção de duas pistas, com capacidade de operação simultânea, inclusive, para grandes aeronaves.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions